A música clássica durante a gravidez, ideal para reduzir a ansiedade

Você sabia que ouvir música durante a gravidez é muito benéfico? Os bebês, a partir da 20 semana, já tem desenvolvido o sentido do ouvido e, portanto, podem captar os sons e melodias do exterior. É então quando se recomenda realizar sessões de música clássica que lhe ajudarão a relaxar e, além disso, a desenvolver o seu intelecto.
Em seguida, vamos analisar os benefícios da música clássica durante a gravidez, para que, assim, você pode entender por que esta é uma prática mais do que recomendado que você pode realizar durante a fase de gestação.
Os bebés e a música
Como já mencionado, é a partir da 20 semana, quando o bebê já pode perceber sons do exterior. O motivo é que já lhe foi formado o sentido do ouvido e, portanto, pode começar a captar todo o tipo de ruído ou melodias que tenham lugar fora do ventre da mãe.
Se bem é certo que ainda não pode entender o significado das palavras, o certo é que, os especialistas recomendam que se lhes começar a falar para que possam reconhecer a voz dos pais.
Mas, para além das palavras, os bebês também se lhes pode colocar a música para que possam sentir-se tranquilos e confortáveis. É uma técnica perfeita para quando você sente que está um pouco inquieto e que não para de dar pataditas ou de se mover. A música exerce uma grande influência no seu estado de espírito e vos ajudará a que os dois vos sintáis melhor.

Benefícios da música durante a gravidez
Ouvir música durante a gravidez é, como já dissemos, uma boa técnica para fazer com que o pequeno se relaxe e se sinta melhor. Mas, além disso, também existem outros benefícios interessantes e que se descobrimos abaixo:
Estimula a freqüência cardíaca do feto; por isso, faz com que o coração bombeie mais rápido, que se oxigenen melhor as células e que, portanto, o cérebro se faça de uma forma mais completa e saudável.
Produz endorfinas: tanto a mãe como o bebê liberam endorfinas quando ouvirem música e, por isso, os dois terão uma grande sensação de bem-estar e relaxamento, que lhes ajudarão a se sentir melhor.
Ativação de células cerebrais: muitos estudos têm determinado que, ao ouvir música, ativamente, as ressonâncias vibratórias fazem com que as células do cérebro se liguem.
Bebês mais relaxados e concentrados: também se estima que ouvir música durante a gravidez ajuda a que os bebês sejam mais tranquilos e chorem menos quando nascerem.
A música clássica, o melhor estilo para a gravidez
Para poder aproveitar todos os benefícios que acabamos de indicar, é importante saber determinar que tipo de música colocar nosso bebê. Depois de muitos estudos, foi determinado que é a música clássica, a que recebe mais benefícios do que qualquer outro estilo musical.
De fato, um pesquisador inglês chamado Michele Clements chegou a indicar que tipo de música é melhor para as crianças: a música barroca e, sobretudo, a de Mozart e Vivaldi. Este autor publicou um livro com este estudo que intitulou “Efeito Mozart” e, nele, podem-se verificar os experimentos e resultados obtidos durante suas investigações.
Em geral, o que o médico indica é que a música barroca estimula os neurônios cerebrais dos bebês ao potenciar novas conexões. O motivo é que essas músicas são ricas em simetrias que conseguem desenvolver os dois hemisférios cerebrais ao máximo.