Alimentos proibidos durante a amamentação

Alimentos que alteram o sabor do leite
Devemos ter em conta que o leite materno é uma substância viva, e não tem nada que ver com o leite artificial ou leite que compramos de vaca. Tem muita complexidade biológica, por exemplo, as células vivas que contém passarão a fazer parte da flora intestinal do bebê e se adapta às suas necessidades.

Há muitos alimentos que incluímos nas refeições e na nossa dieta que poderiam favorecer uma mudança de sabor no leite materno. Por exemplo, os alhos e as cebolas, mas também legumes como aspargos e alcachofras. Também o uso abusivo das especiarias pode ser percebido pelo bebê durante a amamentação.

Estes alimentos podem lhe conceder ao leite um sabor amargo ou diferente do que está acostumado com o bebê e é possível que o note e não faça bem a tomada. Se você vê que depois de ter consumido determinados alimentos, ou alguma comida muito picante ou temperada, o bebê fica nervoso e não quer mamar, já sabe que esse tipo de comida que não gosta e você deve evitá-las.

Não obstante, se são alimentos comuns do dia-a-dia ou, por exemplo, usa muitas vezes o alho e a cebola o bebê poderia ter se acostumado durante a gravidez, já que a comida também passava através da placenta.
Bebidas com cafeína
O café, o chá ou alguns refrigerantes, como os refrigerantes de cola contêm cafeína. Esta substância pode não afetar em grande medida, a uma pessoa adulta, mas se o seu uso é abusivo sim que pode ter efeitos nocivos sobre o bebê.

A cafeína é uma substância que pode alterar a pessoa ou até mesmo colocá-lo muito nervoso. No caso de um bebê pode apresentar irritabilidade, ou até mesmo insônia grave.

Não há falta que você tirar o café, mas é aconselhável tomá-lo depois de ter dado o peito. Não recomenda-se, isso sim, superar as três xícaras ao dia. O mesmo acontece com o chá verde também contém teína, uma substância similar à cafeína. Ainda que a proporção é menor também não se deve abusar.

E se você é daquelas pessoas que não tomam água, mas que bebem refrigerantes com cafeína, como os de cola ao longo do dia, você deve considerar deixá-lo ou reduzir seu consumo. Em contraposição bebe muita água, que não só é mais saudável, mas que também te ajuda a te manter hidratada e a manter a quantidade de leite suficiente para o seu pequeno.

Álcool
O álcool é uma substância que deve ser evitada por completo. Embora a quantidade que é derivado do leite materno não é muita convém não tomar durante o tempo que se dê o peito ao bebê, já que, embora se tome em pequenas quantidades, levando-o de contínuo pode causar danos, como irritabilidade, falta de sono ou até mesmo a síndrome de abstinência.

O álcool costuma passar para o leite entre meia hora ou hora e meia depois de ter ingerido, pelo que se o toma é recomendável que seja após a última dose do dia.

O mito dos gases
Falou-Se muito que há certos alimentos que causam mais gases no bebê, já que torna o leite mais gasosa. É normal que um bebê recém-nascido tenha muitos cólicas ou flatulência, já que seus órgãos não se desenvolveram por completo e isso faz com que sua digestão seja mais cara.

Não se deve a nenhum alimento que consumas, nem legumes, nem a couve-flor ou a alface. Estes alimentos si que podem causar flatulência em pessoas adultas, mas isto é devido a que, quando fermentados no intestino emitem gases. No entanto, não chegam da mesma forma, nem sangue, nem para o leite materno, pelo que não é possível que causem gases no bebê.

Em vez de evitá-las, deve fazer tudo o contrário e consumir verduras e legumes, já que são necessárias para uma dieta saudável e equilibrada, que é o que precisa o bebê.
Alergias alimentares em bebês lactentes
É possível que haja certos alimentos que causam alergias no recém-nascido. Embora só se alimenta de leite materno, se a mãe consumiu algo que lhe dá alergia ao bebê este vai notar a reação. De fato, em muitas ocasiões, se conhecem as alergias desde recém-nascidos. Por exemplo, um bebê pode ter alergia ao leite de vaca, mesmo sem ter testado, e isto se deve a que, no ceará, a mãe esta passa através do leite materno.

Se o bebê não quer mamar ou notas alguma reação depois de ter tomado o peito leve o adorável ao pediatra para descartar a possibilidade de que se trate de alguma possível alergia a algum alimento. Se você suspeitar de algo que você tenha tomado evítalo e fique pendente durante a próxima leva ou nos dias seguintes para verificar do que se trata e, se funcionar, é importante recorrer também ao pediatra para que realizem as provas necessárias.
Este artigo é meramente informativo, em MedicamentosClub não temos autoridade para prescrever qualquer tratamento médico, nem fazer qualquer tipo de diagnóstico. Nós convidamos você a ir a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de doença ou mal-estar.
Se você deseja ler mais artigos parecidos a Alimentos proibidos durante a amamentação, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde da Família.