Como deixar de fumar com a ajuda de um profissional?

Apesar de que a sociedade entende a sua nocividade, continuam a ser muitas as pessoas que se iniciam neste vício. De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde, em Portugal, quase 30% da população adulta é fumante e consome uma média de 2.481 cigarros por ano, 7 charutos por dia. Atualmente, os que mais fumam em Portugal são os adultos homens, com idades compreendidas entre os 24 e os 34 anos.
O tabaco provoca impactos a vários níveis, na saúde, talvez o mais conhecido seja o aumento do risco de câncer, outros efeitos que podemos observar e que são mais desconhecidos, como que “o cabelo se torna mais fino, a pele mais seca, aparecem problemas hormonais e cardiovasculares, afeta as alergias e impacta nas gengivas e nos dentes”.
Ao fumar nos sentimos mais ativos e eufórico, além de sentir prazer devido a que nosso corpo produz adrenalina, endorfinas e dopamina. Portanto, não é de estranhar que, depois de experimentar uma sensação prazerosa de forma repetitiva, seja tão caro abandonar o tabaco por completo.
De fato, esta é uma das principais razões por que as pessoas começam a fumar: o famoso “fumo social” que se fuma um slim de vez em quando com os seus amigos ou colegas de trabalho para desligar. O perigo disso é a sua continuidade no tempo, a passagem de fumo social de um fumante habitual é uma mudança gradual, que normalmente começa ao terminar a venha para o mundo que nos tem sobrado”.

Como deixá-lo?
Mas parar de fumar não só é muito positivo, já que permite a reconstrução dos danos cerebrais provocados pela nicotina, mas também é possível graças com a ajuda de profissionais. Em Portugal, mais de 3.000 pessoas por ano, segundo dados da Associação Espanhola contra o Cancro, tentam deixar esse hábito de mão de especialistas.

Estes são alguns dos conselhos dos profissionais na hora de enfrentar o deixar de fumar:
O primeiro passo é conscientizar sobre a importância da saúde. O primeiro é começar a cuidar da nossa saúde em aspectos como a alimentação, o exercício e, assim, vamos nos dando conta de que o necessário é estendê-lo a outros aspectos, sobre tudo, eliminando tudo aquilo que nos possa prejudicar, como o tabaco.
O próximo passo é projetar tratamentos específicos para cada pessoa. Na hora de escolher a forma de enfrentar este grande desafio, temos que pensar primeiro em nós, em como somos e em que ações que serão mais prazerosas.
A ajuda de profissionais especializados na deshabituación fumar passa pela realização de um teste de dependência à nicotina e a avaliação da motivação em relação ao câmbio. O conselheiro de saúde prepara um plano de sessões e apoio alinhado ao objetivo de cada paciente. E continuamos a sua evolução dia-a-dia, através do telefone, a plataforma online e através da Aplicação de Sanitas: Deixar de fumar.
Uma vez alcançado o objetivo inicial é fundamental evitar a recaída. Os momentos em que perdemos o controle são os mais vulneráveis e garante que devemos tirar da cabeça a típica frase “bem, não se passa nada.
Além disso, é importante estar ciente de que a tentação vai voltar uma e outra vez, mais ainda se estiver a tomar álcool ou nos encontramos em situações de grande relaxamento, o importante é estar consciente de que o nosso objetivo é deixá-lo por completo e ter força de vontade. Assim, conseguiremos qualquer um de nossos objetivos.