Como deixar de morderte as unhas? O que você pode fazer!

Quando nos deparamos com uma situação que nos provoca nervosismo ou ansiedade, recorremos aos gestos e comportamentos que nos ajudem a aliviar essa tensão. Um dos mais comuns é a morder as unhas. Reconhecido mundialmente como um gesto claro de ansiedade e nervosismo, a onicofagia não só pode ser um problema estético para suas unhas, mas também de saúde tanto para esta parte do corpo como a boca.
Se quiser libertar-se deste hábito tão saudável, você só tem que colocar força de vontade e aprender novas técnicas e dicas para evitar que as unhas chegam a roçar seus lábios quando os nervos apareçam em cena.
Identifica a raiz do problema
Na maioria dos casos, o paciente roer as unhas quando se sente nervoso e inseguro e precisa aliviar esta sensação. Toma-Se como um gesto que elimina a tensão e permite-nos retomar o controle sobre a situação. Pode aparecer em épocas de stress escolar ou de trabalho e em qualquer momento da vida, já que não há distinção por idade. O mais importante é perceber e resolver o problema a tempo.
Um bom truque é mudar o gesto de levar as mãos à boca, por respirações profundas. Quando reparem que temos a necessidade de mordernos as unhas, devemos colocar as duas mãos na nossa barriga e realizar 10 respirações profundas e controladas para tranquilizarnos. Toma ar devagar pelo nariz e solte-o muito devagar pela boca. Seja consciente de como sua barriga se move com as respirações, e que, a cada expiração, a tensão abandona seu corpo. Uma vez que tenhamos recuperado o controle sobre a nossa ansiedade, não haverá necessidade de morder as unhas.

Outra das medidas que nos ajudará a tirar de cima deste costume é cuidar muito de nossas unhas e levá-las sempre curtas. Para as mulheres, ajuda levá-las pintadas com uma cor estridente e apetitosa, como pode ser o azul. Desta forma, ao ver as nossas unhas, frenaremos o impulso de mordê-los. Outro truque é pintura com produtos especiais para isso. Ou seja, produtos que aplicamos nas unhas com um sabor desagradável para evitar levá-las à boca.
Também podemos optar por revisar nosso comportamento. Ou seja, trabalhar com o próprio corpo e se concentrar em não mover as mãos até a boca para morder as unhas. Se o distúrbio é muito severo, podemos começar por chamar a atenção para um único dedo e assim, com pequenas vitórias, não conseguir morder nenhuma das unhas da mão.
Além disso, você pode ter a mão uma bola mole, por exemplo, uma bola anti-stress e estrujarla até que a sensação de ansiedade e nervosismo desaparece.
Consequências de morder as unhas
Embora possa parecer um gesto inofensivo, morder as unhas, pode ter consequências graves para a sua saúde oral. Pense em tudo o que chegam a tocar as mãos dia-a-dia. Bactérias e fungos que estão em contato com esta parte do corpo podem passar diretamente para a boca, criando uma infecção oral é nada agradável de tratar. Por outro lado, as unhas são uma superfície dura que os dentes se dedicam a triturar e esmagar. Isto implica uma pressão extra nos dentes e gengivas, que podem criar estresse oral e doenças oral, que se agravam, podem implicar a perda da peça afetada.
Por sua parte, as unhas sofrem com a perda da cutícula, quando as muerdes, debilitas sua estrutura, tornando-as mais vulneráveis a sofrer qualquer tipo de doença, que, como mencionamos anteriormente, podem ser transmitidos para a boca e levar a um problema de saúde importante.
Se você aprender a identificar as situações que o levam a morder as unhas e as atajas pouco a pouco, sua saúde vai agradecer!