Como fazer o exercício corretamente, se eu tenho uma hérnia?

Certeza que alguma vez ao fazer algum esforço você ouviu a frase “cuidado que você vai herniar”. Esta advertência não foi lançada sem razão, já que muitas das hérnias mais comuns podem ser provocadas por um esforço. Mas sofrer não é sinônimo de imobilidade, praticar exercícios físicos com moderação pode ajudar a manter a sua saúde, fortalecer seu corpo e evitar futuras lesões deste tipo.
O que é uma hérnia? Quais são os tipos?
Uma hérnia ocorre pelo deslocamento de um campo ou osso, no caso da hérnia de disco, a estrutura anatômica que, normalmente, a fixa. Na maioria dos casos, é geralmente reconhecido por uma protrusão na área afetada e não em todos os casos, provoca dor. Abaixo listamos as hérnias mais comuns:
Inguinal. Este tipo de doença se dá de forma mais comum entre os homens. Identifica-Se por um inchaço na região da virilha, que pode até mesmo chegar até o escroto. Por sua parte, a hérnia femoral ocorre mais entre as mulheres. Neste caso, pode identificar-se pelo aparecimento de um volume sob a virilha.
Discal. Dá-Se quando uma parte do disco invertebral desloca, pressionando os nervos e produzindo lesões neurológicas.
De hiato. Trata-Se de um deslocamento da parte superior do estômago, que empurra a parede abdominal através de uma abertura no diafragma. Famosa pela produção de refluxo e azia em quem a sofre.
Cordão Umbilical. A hérnia se forma na área do umbigo. Às vezes, os sintomas aparecem uma vez que se atinge a idade adulta.
Cirúrgica. Este tipo de hérnia, que ocorre em consequência de uma cirurgia abdominal. As vísceras, neste caso, saem através da cicatriz deixada após a intervenção.

Hérnia e esporte: não é incompatível
Ter uma hérnia não tem por que incapacitar o paciente para o esporte. Após um exame médico e com as devidas precauções, qualquer pessoa pode praticar exercício. É de vital importância saber o estado de saúde antes de iniciar qualquer rotina de exercícios para ter certeza de sair ganhando com a sua prática, especialmente se tivermos algum problema de saúde ou doença prévia que queremos combater.
O ideal é que, após essa consulta com o médico, começar com exercícios leves, como caminhadas, bicicleta estática ou elíptica. Estes exercícios são recomendados para melhorar a capacidade cardiovascular e trabalhar todo o corpo, sempre e quando a hérnia não doa. Se isso acontecer, deve-se cessar o exercício e consultar o médico, pois a posição ou estado de a lesão pode ter danificado e seria necessário intervir.
Quanto ao trabalho com peso e máquinas, o ideal é começar acondicionando os músculos com exercícios em que se envolva somente o peso corporal ou peso baixo. Uma vez que você tenha melhorado a resistência e a força, você pode proceder para aumentar o peso ou as repetições, sempre e quando seja um esforço moderado.
Esportes de baixo impacto como natação, pilates ou yoga, sempre e quando o instrutor conheça a lesão, podem ajudar a cuidar de nossa saúde física, melhorar nossa flexibilidade e resistência, sem prejudicar a hérnia.
Como prevenir hérnias?
O excesso de peso e os esforços físicos repentinos e exagerados são alguns dos causadores dos diferentes tipos de hérnias. Para evitar o seu aparecimento, nosso aliado será o esporte sempre acompanhada de uma alimentação saudável. Exercícios como abdominais hipopresivos podem ajudar a prevenir as hérnias que ocorrem na região abdominal, fortalecendo os músculos dessa área.
Do mesmo modo, praticar exercício físico de forma regular há de preparar o corpo para qualquer esforço extra, minimizando o risco de ter uma lesão por este motivo.