Como palpar os gânglios axilares

Causas da inflamação dos gânglios axilares
Tal como já indicado, os gânglios axilares são glândulas que transporta o líquido linfático em três áreas que circundam as axilas: a parte superior dos braços, da parede torácica e dos seios. Uma infecção ou outra doença nesta área poderá afetar os gânglios axilares e fazer com que eles estejam inchados e se inflamam.

A inflamação que ocorre nos gânglios axilares também é conhecido como linfadenopatia axilar e é normal que, quando nos acontece nos aprenda a pedir que se inflamam os gânglios das axilas e causam dor. Assim, em seguida, apresentamos quais são as principais causas da inflamação dos gânglios axilares:

Infecção por bactérias: como foliculite axilar, linfadenitis, infecções localizadas no braço e/ou seios e até mesmo para a entrada de bactérias, devido à doença da arranhadura do gato.
Infecções virais podem fazer com que os gânglios axilares se inflamam. As infecções mais importantes é o herpes zoster, mononucleose infecciosa, telhas ou herpes zoster e AIDS.
Esporotricosis: é uma infecção causada por fungos que pode provocar o aparecimento de volumes pequenos, vermelhos, indoloros e os gânglios axilares.
Alergias: a inflamação nas glândulas axilares também pode ser causada por reações alérgicas a determinados medicamentos, como a penicilina e o iodo e vacinas para doenças como o sarampo, papeira, varíola ou febre tifóide.
Câncer: o aumento dos gânglios também pode dever-se ao desenvolvimento de células cancerígenas que podem causar linfomas e tumores metastáticos localizados, geralmente, na mama.
Outras causas: a linfadenopatia axilar pode ser provocada por outras causas, como cistos benignos, de tecido mamário que se estende para as axilas e/ou lipomas.
Como palpar os gânglios axilares passo a passo
Alguns gânglios axilares que estão saudáveis ou que não sofrem nenhum tipo de anomalia são de um tamanho muito pequeno e não se podem observar na camada mais externa e visível de nossa pele.

Em contrapartida, os gânglios axilares que estão inchados devido às causas que explicamos na seção anterior é possível detectar muito facilmente, através de uma exploração ou palpação. Em seguida, mostramos como palpar os gânglios axilares, embora o mais recomendável que a prova seja realizada por um especialista médico:

Se você quer palpar os gânglios axilares, como se este exame é realizado o seu médico, a primeira coisa que você deve fazer é segurar o antebraço onde queremos palpar os gânglios axilares. Para que te seja mais fácil, você pode apoiar a mão desse braço em sua cabeça.
Uma vez que esteja nessa posição, você deve digitar a mão com a qual você vai fazer a palpação no oco axilar.
Agora tem que fazer movimentos circulares com a palma da mão com a ponta dos dedos.
Quando estiver fazendo esses movimentos vão observando, por um lado, os gânglios axilares centrais (encontram-se na metade da parede torácica da axila) e, por outro lado, os gânglios axilares laterais (que se localizam abaixo da área muscular do dorsal largo).

Interpretação do resultado da palpação dos linfonodos axilares
A exploração ou palpação dos linfonodos axilares não serve de muito, mas sabe interpretar os resultados obtidos. É provável que você tenha os gânglios axilares inflamadas se encontrar as seguintes sinais durante a palpação:

Enquanto você faz os movimentos circulares no oco axilar, se os gânglios axilares são localizados facilmente é que estão inflamadas.
Os gânglios linfáticos costumam ter um tamanho de 1 cm de diâmetro, aproximadamente, ou seja, são do tamanho de uma ervilha. Se notares durante a varredura que são de um tamanho muito maior (cerca de 2 cm) é que sofre de uma linfadenopatia axilar.
A consistência deve-se também analisar durante a navegação: se você notar que os gânglios axilares são muito moles é provável que te mortifiques de uma infecção. Se são extremamente rígidos pode ser um sintoma de doença.
Também se pode notar algum tipo de movimento: se são gânglios móveis é provável que a inflamação esteja causada por linfomas ou infecções bacterianas.
Outros sinais que indicam que sofre de uma inflamação são: dor ao pressionar os gânglios, sensibilidade ao redor do peito e vermelhidão da pele que fica ao redor dos gânglios axilares.

Agora que você já sabe todos os detalhes sobre a aparição destes gânglios e as possíveis causas de sua inflamação, recomendamos este outro artigo de MedicamentosClub em que te contamos Como desinflamar os gânglios.
Este artigo é meramente informativo, em MedicamentosClub não temos autoridade para prescrever qualquer tratamento médico, nem fazer qualquer tipo de diagnóstico. Nós convidamos você a ir a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de doença ou mal-estar.
Se você deseja ler mais artigos parecidos a Como palpar os gânglios axilares, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e efeitos colaterais.