Escovar os dentes diminui o risco de câncer

É a conclusão a que chegou há um tempo um estudo sueco publicado na revista médica BMJ Open, realizado em 1.400 adultos saudáveis durante 24 anos. Os resultados revelaram que a placa bacteriana persistente, ou seja, o acúmulo de bactérias sobre a superfície dos dentes e entre os dentes e as gengivas aumenta em 79% o risco de morte prematura por causa do câncer, entre eles o câncer de mama.
Mais especificamente, a deficiência na higiene dental e a placa bacteriana que ela produziria ultrapassaria até 13 anos de idade, de morte em mulheres, e 9 anos nos homens. Como se isso não bastasse, quanto maior for a superfície da gengiva, coberta por placa dental, também será maior o risco de câncer.
Ou seja, manter uma boa higiene dental é muito mais importante do que exibir uma dentição bonita.
Por uma boa higiene
Segundo especialistas, a primeira visita ao dentista de crianças pequenas deve ter lugar já no primeiro ano de vida. Também é conveniente consultar o dentista, no mínimo duas vezes por ano: deste modo, o médico pode avaliar se é necessária mais visitas.
A limpeza profissional envolve uma visita à clínica odontológica e é mais profunda do que o caseiro, que consiste no uso de escova de dentes, o fio dental e o enxágue bucal. Este tipo de limpeza profissional se realiza de ultra-som deve ser realizada uma vez a cada ano ou periodicamente, conforme orientação do cirurgião-dentista e/ou higienista.

Finalmente, o procedimento para escovar corretamente de forma eficaz consiste em começar pela parte externa dos dentes a partir de um dos lados até o oposto. A maneira correta de escovar os dentes, foi colocando a escova com uma inclinação de 45º. Trata-Se de realizar alguns movimentos de cima para baixo na maxila e de baixo para cima no queixo, mas sem mover a escova de seu ponto de apoio. Devem ser movimentos muito curtos.
Também cabe lembrar que os dentes devem escovar os dentes durante dois minutos e duas vezes por dia, sempre deixando passar pelo menos meia hora depois de cada refeição, sendo a escovação mais importante o que fazemos antes de deitar.
O uso de escovas interdentais é um bom complemento para o caso de dentaduras em que existem espaços amplos entre as peças ou se leva aparelhos ortodônticos, pontes ou implantes dentários.