Esporte na primavera: não deixe que a alergia se encerre em casa

Somos muitos os fãs de corrida, o ciclismo e a outras modalidades desportivas que se praticam ao ar livre, os que passamos parte do ano, aguardando a chegada da primavera. Uma época perfeita para calzarnos as sapatilhas, sem a necessidade de adicionar camadas e mais camadas de roupas, e que dá lugar a paisagens magníficas de que podemos desfrutar durante o treino.
No entanto, não é ouro tudo o que brilha, pois a estação das flores também leva a aumentar alguns problemas como alergia. Uma patologia que pode chegar a condicionarnos, dificultar a respiração e, em suma, para tornar impossível isso que levamos tanto tempo desejando. Felizmente, existem alguns truques para combatê-la. Não deixe que se encerre em casa e segue ejercitándote.
Considerações iniciais

A primeira coisa que você deve ter em mente é que a alergia ocorre quando o sistema imunológico reage de forma exagerada a um agente externo, inócuo para o resto de indivíduos, mas que gera uma série de respostas inflamatórias e similares em nosso corpo.
Alguns alérgenos, que podem ser de vários tipos, mas os mais frequentes são os pólens –principalmente de árvores, gramíneas e arbustos-, os ácaros e os urina, embora possamos entrar em contato com eles, não só através do ar, mas tocá-los ou ingiriéndolos (no caso das alergias alimentares). Em todo caso, hoje vamos nos concentrar nesses primeiros, os pólens, que acompanham a floração.
Quando e onde fazer esporte

A ideia aqui, e se não quiser prescindir do esporte ao ar livre, vai sair quando os níveis de pólen do ambiente estão mais baixos, algo que você pode consultar online ou através de aplicações específicas oferecidas por prefeituras e entidades como a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica.
Todavia, convém saber que estes são accionados em determinados momentos da jornada. É o caso das primeiras horas da manhã (entre cinco e dez) e as últimas da tarde (a partir das sete), quando a concentração é significativamente maior.

Aproveite o resto do dia para sair e, se suas obrigações familiares e de trabalho se o impedem, decántate por uma modalidade indoor, que você pode fazer em uma academia de ginástica, natação e afins. Uma opção muito recomendável é o de fortalecê-lo, ideal para ganhar potência, resistência, e aumentando o seu metabolismo, trabalhando aqueles músculos que normalmente você tem “abandonados”.
Claro, fique longe da poluição e dos parques, este tipo de alergias tendem a manifestar-se em um choramingar dos olhos, a mucosidade fluida, os espirros e problemas respiratórios. E não há nada para agravarlos como uma combinação de pólen e poluição.
Truques para fazer esporte com alergia

Além disso, existem outros truques que o ajudarão a continuar fazendo esporte. Por exemplo, e durante essa temporada, vai com cuidado com as lentes de contacto e use seus óculos no caso de ser necessário. Torne-se um com uma borracha que evite que saem disparadas, e pronto.
As de sol, também ajudam a aliviar o desconforto da luz sobre os olhos, delicados, e as lentes de contacto nasais que lhe permitem respirar melhor.
Se sentir ardor evita frotártelos, pois é possível que não seja só coisa da alergia, mas consequência de pó ou similares que lhe foram introduzidas pelo acidente. Você poderia lesionarte a córnea se você fizer isso com muita ênfase, algo extremamente doloroso e que pode ter consequências devastadoras em sua visão.
Outra opção interessante a encarnar as máscaras que, se bem-e que, aparentemente, parecem não fazer grande coisa, evitam que respires mais quantidade de pólen do que o necessário. Decántate pelas descartáveis e altere-as a cada vez que você terminar o treinamento. Lavar o equipamento em relação ao chegar a casa para remover o pólen que tenha podido ficar aderido é outro ponto chave.
Por fim, cabe mencionar que deves sempre consultar um profissional e realizar os testes de alergia para começar a colocar remédio, iniciar a toma de anti-histamínicos e outras soluções que irão tornar a prática esportiva no exterior, e da vida em geral nesta época do ano, algo muito mais fácil.