Facetas dentais Qual se adapta melhor ao meu sorriso?

As facetas são um dos tratamentos de estética dental mais procurados, mas também um dos que levantam mais dúvidas ao paciente na hora de decidir que tipo de coberturas dentais escolher de acordo com seu caso, se as cerâmicos ou compósitos.
As facetas de compósitos costumam recomendar que o paciente requer modificações leves em sua arcada dentária, seja para corrigir pequenas alterações de forma dos dentes ou da sua cor ou tamanho, para o que se efetua um leve polimento de peças dentárias. Por exemplo, quando se trata de um único dente, já que costuma ser de uma cor mais parecido com o dos naturais. Também quando, depois de um tratamento de ortodontia e para melhorar a estética da boca, é necessário retocar alguma pequena parte do dente.
As facetas de composite, para cuja colocação se utiliza resina estética muito parecida com a que se usa para fazer os recheios, são as mais baratas. Por contra, a sua qualidade é algo inferior. Por exemplo, podem pigmentarse e perder o brilho e com maior facilidade, o que pode fazer necessárias posteriores visitas ao dentista para a sua manutenção. Também duram menos. Isso sim, ao realizar-se sobre o dente, geralmente são colocados em uma única sessão e, em consequência, é mais fácil a sua reparação. Além disso, como não é tamanho o dente ao colocá-los, podem ser removidos, deixando o dente, como estava inicialmente.
Se o paciente requer mais de uma peça dentária com facetas, são aconselháveis as de cerâmica por ser muito mais resistentes, duráveis e estéticas. As facetas cerâmicas são indicados para os casos mais graves de descoloração, fraturas, lascado, separação de peças, entre dentais (diastema), falta de espaço, dentes desiguais ou mal colocados. Permitem corrigir as manchas dos dentes, como, por exemplo, as que surgem como consequência da tomada de tetraciclinas. Também conseguem fechar diastemas, além de melhorar a forma, o tamanho e o alinhamento dos dentes. Outro motivo de indicação é o sorriso alta e/ou dentes curtos, com que alguns pacientes se sentem desconfortáveis quando, ao sorrir, mostrar muita gengiva.
As facetas cerâmicas são as de preço mais elevado, mas também são de efeito mais natural e as mais duradouras, além de preservar o brilho e a cor dos dentes durante muito tempo. A diferença de compósito, não são feitas diretamente sobre o dente em uma única sessão com o dentista, mas que são fabricadas em laboratório, o que, para a sua colocação são necessárias várias visitas ao dentista.

Contra-indicações das facetas dentárias
Pode-Se dizer que quase todo o mundo é apto para levar facetas dentais, mas certamente há casos em que, talvez, não seja muito recomendável.
A existência de apiñamientos severos ou defeitos na relação das arcadas dentárias podem contra-indicamos este tratamento, pois, provavelmente, a página não ficar bem ou não se encaixa como deveria. Também não é aconselhável em pacientes bruxistas (que fazem apertar e ranger os dentes), pois podem estragar as facetas em pouco tempo, a não ser que a noite utilizem algum tipo de aparelho dentário, ou moldeira de transferência. Em qualquer caso, sempre é o dentista que você tem que determinar, após um exame clínico, se o paciente pode usar ou não facetas.
Se você acabou de se optar por este último, o que escolher, facetas de porcelana ou de composite? Pois depende de cada paciente e do tratamento que, a critério do cirurgião-dentista, melhor se ajusta ao seu caso. Por isso é tão importante estar nas mãos hábeis e consultar o dentista. De certeza que os resultados que pode oferecer ao paciente vai surpreendê-lo e, em pouco tempo, pode olhar um sorriso.