Hidratação: Quanta água devemos beber e quando?

Não é fácil beber toda a água de que necessitamos no dia, mas sabemos de sobra que você tem que beber. Mas você sabe realmente o quanto de água você deve beber em sua jornada e quando é melhor beber? Damos-lhe as chaves para manter uma boa hidratação.
Quanto de água devo beber por dia?
A recomendação geral para toda a população sempre foi a de beber dois litros de água diários, mas você pode aplicar a todo o mundo? A verdade é que estes dois litros são apenas uma aproximação, isso sim, bastante bem sucedida. Outras fórmulas que podemos usar para conhecer nossas necessidades de água ao longo do dia são as seguintes:
Dose diária de água: 35 ml x quilogramas de peso

Dose diária de água: 1 ml x caloria gasta
Para uma pessoa de aproximadamente 70 kg de peso, a sua dose diária de água de acordo com a primeira equação seria de cerca de dois litros e meio, o que não anda desencaminado da recomendação geral. A dieta média de manter, para uma mulher, geralmente de 2000 calorias, de acordo com a segunda equação, o consumo de água deve ser de dois litros. A de um homem é algo maior, em torno de 2500, pelo que o consumo diário de água também deve ser maior. Mas sempre andam rondando os dois litros ou dois litros e meio por dia.
Quando devo beber?
É uma das perguntas mais importantes na hora de questionar se estamos bem hidratados: não se trata apenas de saber quanto bebemos, mas também de saber quando é que devemos beber. Existem alguns falsos mitos em torno da hidratação, como o de que não se deve beber durante as refeições, pois pode causar retenção de líquidos ou pode fazer com que engordemos (é falso: a água sempre tem 0 calorias, tome à hora em que a tomes) ou que beber água antes de comer pode nos fazer emagrecer (verdade…) meias: beber antes de comer nos dá a sensação de estar cheio, o que pode nos levar a comer uma quantidade menor, mas não faz emagrecer por si mesmo).
A recomendação para manter adequadamente hidratados é que bebamos sempre antes de ter sede: a sede é o mecanismo que alerta para o nosso corpo de que já entrou em situação de desidratação, por isso é muito recomendável beber antes de chegar a isso. Ter uma garrafa de água fresca sempre à mão e à vista pode facilitar esta tarefa.
Será que vale a pena beber água?

A melhor forma de se hidratar, desde então, é com água. Mas também há alimentos que podemos encontrar esse aporte de líquidos que nos fazem falta: a fruta, os legumes, os caldos, sopas frias ou os chás são boas opções na hora de inserir mais líquidos na nossa alimentação.
Pelo contrário, também existem outras opções que, apesar de ser líquidas nos é desidratada, como, por exemplo, as bebidas com álcool. No caso das bebidas com cafeína, como refrigerantes ou café, o seu consumo é seguro, enquanto nos mantenhamos dentro de doses moderadas, mas podem causar desidratação em altas doses em coletivos, como o de pessoas sedentárias ou de pessoas de idade avançada.
Outra boa opção para manter os níveis ideais de hidratação são os sucos de frutas: melhor não escolher os industriais, que costumam ter uma grande quantidade de açúcares adicionados. Se os fazemos nós mesmos em casa podem ser uma boa forma de se hidratar e refrescar-se no verão, mas devemos priorizar o consumo de frutas frescas por cima de sucos. Também podemos optar por smoothies ou batidos de frutas e legumes da época e com bases líquidas como água de coco, leite de amêndoas ou leite de arroz, sempre mantendo sob controle sua ingestão calórica.
Os benefícios de uma boa hidratação
Uma boa hidratação traz muitos benefícios, tanto a nível estético, quer a nível de saúde. Esteticamente melhora de forma visível o estado da nossa pele, que se torna mais suave e mais brilhante, e, por sua vez, melhoram também outros tecidos, como por exemplo o cabelo. Também previne o aparecimento de celulite, e combinado com exercícios de força e massagens manuais, é uma das três chaves para melhorar o estado da mesma.
A nível de saúde, a hidratação reduz o risco de sofrer retenção de líquidos e ajuda o bom funcionamento de todos os sistemas do nosso corpo. Sempre e quando nos hidratemos de modo responsável e não ajudar-nos a evitar a armadilha de um consumo excessivo de água por dia, que pode ser prejudicial para o organismo.