Mastigar um chiclete após as refeições, você é igual a escovar os dentes?

Em algumas situações, pode acontece que comemos fora de casa e não temos acesso a uma escova de dentes para limpar a boca de forma adequada depois de comer. Nestes casos, muitas pessoas recorrem ao chiclete ou goma de mascar como um substituto do escovado, mas é uma boa idéia fazê-lo de forma recorrente? Vejamos se mastigar pastilha elástica pode nos servir como um substituto do escovação dental após as refeições.
Não como substituto, e sim como apoio
A Organização Mundial da Saúde, já deixou claro há anos: o consumo de chiclete ou goma de mascar depois das refeições não deve substituir os bons hábitos de limpeza dental. Isso significa que, sempre que possível, deve-se realizar uma limpeza dental adequada após as refeições, que inclui a escovação, o uso do fio de seda dental e o uso de um elixir oral, tanto em adultos como em crianças.
E o que acontece quando não podemos cepillarnos os dentes? Nestes casos, o consumo de goma de mascar pode ser um apoio para a limpeza dental e pode colaborar na limpeza mecânica de boca, mas não devemos tomá-la como norma.
Dez milhões de bactérias menos mastigando chiclete
A Universidade de Friburgo, publicou, em 2015, um estudo na revista PLOS ONE, em que concluíram que a mastigação de chiclete após as refeições é capaz de arrastar até dez milhões de bactérias que se encontram na nossa boca. Embora possa parecer um valor muito elevado, realmente estamos falando de 10% dos micróbios que se encontram em nossa saliva.
Isso sim, devemos saber que nem todos os chicletes valem para esta prática e que o seu tempo de ação é limitado. Por um lado, há que ter em conta que, no caso de que devemos consumir pastilhas elásticas, devemos procurar um que não contenha açúcar, já que as bactérias fermentados na dela e pode ser contraproducente. Melhor optar por uma pastilha com outro tipo de adoçantes: os mais utilizados são geralmente o maltitol, sorbitol, xilitol ou aspartame.
Por outra parte, há que ser conscientes de que 30 segundos depois de começar a mastigar o chiclete suas propriedades adesivas diminuem, o que se traduz numa menor capacidade de captação de bactérias.

O mastigar pastilhas é bom para a saúde?
Embora mastigar pastilha elástica não seja um substituto do escovação dental, sim, o que pode contribuir para manter a nossa boa saúde bucal de outras formas. O fato de mastigar chiclete corresponde a uma grande estimulação do fluxo salivar: isto quer dizer que mastigando chiclete estamos favorecendo uma maior quantidade de saliva chegar à nossa boca. As enzimas que contém a saliva são capazes de neutralizar, até certo ponto, os ácidos, os alimentos e bebidas que consumimos, de modo que estaremos colaborando para manter uma boa saúde bucal.
Mastigar pastilha elástica depois de comer, além disso, você pode nos ajudar a fazer uma limpeza mecânica dos dentes e gengivas, já que, além de arrastar as bactérias também é capaz de, com sua capacidade adesiva e o movimento de mastigação, arrastar alguns pequenos resíduos que ficam na nossa boca depois de comer.
Outras doenças bucais, como a xerostomia (doença de boca seca), a halitose (os problemas de mau hálito) ou o bruxismo (ranger e apertar os dentes) também podem se beneficiar do fato de mastigar chiclete, mas realmente não é uma solução definitiva, mas que atua como um “patch”: o mais importante é, com a ajuda do pessoal odontológico adequado, encontrar a origem destes problemas bucais e tratá-los a partir desse ponto de partida para poder resolvê-los a longo prazo.
Lembramos que uma higiene bucal adequada e completa é composta pela escovação dentária, uso do fio de seda dental e um enxágue bucal: apesar de que o chiclete pode nos servir em algumas “situações de emergência”, não devemos usá-lo como um substituto para a higiene bucal completa.