O que é a dieta da zona?

Trata-Se de um tipo de dieta – não equilibrada – que busca equilibrar a resposta hormonal do nosso corpo durante as 5 horas após a ingestão. Ou o que é o mesmo, procura estabilizar os níveis de açúcar no sangue.
Para saber se você conseguiu isso, é suficiente notar que não se tem fome passadas 3 ou 4 horas, ao mesmo tempo em que é dada uma maior concentração mental.
É uma dieta muito simples, ao menos teoricamente. Baseia-Se na combinação de hidratos de carbono, proteínas e gorduras na proporção 40/30/30. É hiperproteica e hipocalórica e nasce por oposição às dietas ricas em hidratos de carbono, que não obtêm bons resultados no desaparecimento da gordura corporal, porque fomentam, entre outros, a superprodução de insulina.
O mais difícil de uma dieta é cumprir com 30 % de gorduras, o que tende a recomendar suplementos, em vez de limitar-se a uma variedade de alimentos.
Este tipo de dieta destaca os ácidos gordos ómega 3, a importância da síntese de insulina e controle da glicemia.
O nome surge de considerar a saúde como o estado metabólico em que corpo e mente são mais eficientes. Lugar que denomina a área, ou entrar na zona apropriada para acelerar o metabolismo. Daí que se experimente mais energia e que seja uma dieta adequada para o controle de peso.
Se divides um prato em três partes, será mais fácil segui-la, é o que se denomina o sistema de blocos.

O que é o que se recomenda em cada bloco?
As vantagens desta dieta é que é ilimitada, e não se especifica quais alimentos tomar, sempre que se observem as proporções.
Bloco 1 ou hidratos de carbono
Neste ponto, recomenda-saladas, legumes e frutas. O equivalente a dois punhos mais uma peça de fruta.
Também é possível tomar arroz ou macarrão como hidratos de carbono. Neste caso, o tamanho seria equivalente a um punho.
Bloco 2 ou proteínas
Entre 100 e 150 gramas de proteína crua, conforme se trate de homens ou mulheres. Pode ser animal ou vegetal. Dentro de estasultimas, pode-se destacar o tofu, soja, lácteos, ovos…
Bloco 3 ou gorduras
Não se trata de qualquer tipo de gordura, mas também de gorduras monoinsaturadas, em forma de azeite de oliva extra-virgem (1 colher de sopa), ou frutos secos, abacate e óleos omega 3 e omega 6.
Isso se traduz em 5 refeições por dia, a uma distância de entre 4 e 5 horas, pois o dia só tem 24 horas. Para determinar quanto deve comer, tem-se em conta o grau de atividade física que se realiza, bem como o percentual de gordura e de massa magra corporal.
Por exemplo, uma mulher que realize pouca atividade física, você precisará de cerca de 11 blocos, que se traduzem em 3 refeições principais (9 blocos) e 2 lanches (um bloco a cada um). No caso do homem, serão cerca de 14 blocos, com a mesma distribuição. 12 blocos para as 3 refeições principais e dois soltos para os lanches.
Para realizar os cálculos, existem várias calculadoras da dieta da área online. Também cresceram as barras e outros produtos adequados para os lanches com a proporção 40/30/30, que cobrem as maiores dificuldades que têm de cumprir com os blocos soltos, respeitando as proporções.
Vantagens da dieta da zona
Uma vez que se trata de uma dieta que equilibra os níveis de glicose e insulina, é recomendada para diabéticos. Pelas mesmas razões, contribui para diminuir o inchaço ou inflamação no corpo.
Recomenda-Se também como a dieta de controle de peso, a variedade de combinações que permite e porque a equilibrar os níveis hormonais se experimenta menos fadiga.
Contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico
Melhora a pele, o cabelo e as unhas
Ajuda a eliminar radicais livres que contribuem para o envelhecimento
Para terminar, não se esqueça de que, como acontece com qualquer outra dieta (e mais este, que é um tanto especial), tem que ser supervisionada por um nutricionista antes de começar com ela, já que este profissional irá orientá-lo de maneira adequada e irá ajudá-lo com tudo que você precisa.