O que é a quiropodia?

Dirige-Se, por um lado, a evitar a dor, e, por outro, para evitar futuras lesões mais graves, como podem ser ulceraciones dolorosas que podem chegar a impedir o caminhar.
Às vezes, podem confluir com outro tipo de problemas como doenças sistêmicas. Um exemplo delas pode ser a diabetes.
Quais são os tipos de intervenções tendem a ser praticada?
Calos. Podem-se realizar limpezas de calos, que são produzidos pelo atrito do calçado ou por alguma forma de alteração do passo. Os calos surgem como reação do corpo às agressões externas, gerando queratina e criando camadas de pele mais grossa.
Unhas encravadas. Costuma-se cortar a unha que gera a dor, evitando dores, inflamações e infecções.
Corte e fresagem de unhas terapêutico. As doenças das unhas podem ser de origem congénita ou adquirida. Estas últimas, por sua vez, podem provir de causas de trauma ou sistêmico. As de origem traumática costumam refletir em mudanças na cor ou na estrutura da unha. As de origem sistêmica obedecem a mudanças provocadas nas unhas por várias doenças ou problemas corporais.
Deslaminación de hiperceratose
Fresamento de saltos
Helomas. São lesões taxa de mortalidade nos pacientes de forma e coloração escura que crescem para dentro. Podem ser ocasionadas pela pressão de um osso ou de sapatos. Por exemplo, usar sapatos rígidos. Mas, também podem ocasionar uma alteração da biomecânica do pé.
Hidratação e massagem relaxante
Benefícios das sessões de quiropodia
Além de os correspondentes tratamentos, estas sessões permitem também que o podólogo verifique possíveis doenças dermatológicas como papilomas ou fungos.
É sempre melhor a detecção precoce de qualquer alteração a nível dos pés ou das unhas, já que pode prevenir problemas mais graves no futuro.
Um controlo periódico dos nossos pés é a melhor prevenção contra eventuais doenças ou patologias.

Quando é que é aconselhável realizar uma quiropodia?
Não existe uma idade específica ou uma época do ano mais indicadas para realizá-las. Embora eles tendem a ser mais comuns entre os adultos, cada vez mais se esse serviço é usado por pessoas mais jovens, em especial os atletas.
Por outro lado, o fato de que se ensinem mais os pés no verão, faz com que, à medida que se aproxima nesta época, tenha maior demanda de quiropodias.
Em qualquer caso, os especialistas recomendam uma dessas sessões, pelo menos, uma vez por ano.
Quiropodia e pedicure
Muitas pessoas confundem estes dois tipos de tratamentos. Vejamos de que maneira.
A quiropodia é um tratamento médico realizado por um podólogo, que tem por objeto tratar e curar as doenças ou alterações dos pés. Enquanto que a pedicure é um tratamento de caráter estético, ou seja, só pode tratar os calos ou calosidades de forma superficial. O tratamento estético, é realizado por um/a esteticista, e tem por objeto o limado de pregos, aparas de peles mortas, e a aplicação de produtos de beleza, como o esmalte ou creme hidratante.
A quiropodia inclui o tratamento de patologias e dores que nos impedem de caminhar normalmente. Além disso, essas patologias podem afetar junto aos pés, para outras partes do corpo do paciente. Por exemplo, resultar em uma dor de joelhos, no quadril ou nas costas.
Ambos são indoloros, rápidos e eficazes, como regra geral, mas apenas a quiropodia permite ao médico podólogo detectar outras possíveis doenças como pé diabético, fascite plantar, tendinite, dedos em garra, etc., bem como aplicar anestesia local, no caso de que o tratamento possa causar dor.