O que são os oligoelementos?

Muitas vezes ouvimos falar sobre os oligoelementos e da importância que têm para o nosso organismo, mas realmente, você sabe realmente o que são?. O ferro, o zinco e o potássio são alguns dos mais conhecidos, mas há muitos mais.
Os oligolementos são são substâncias químicas presentes em quantidades muito pequenas nos seres vivos. Seu nome é dado porque a quantidade que se requer de cada um deles é menor de 100 mg Isso sim, a sua importância é vital para o organismo já que nutrem o nosso sistema imunológico e, portanto, são necessárias para o bom funcionamento das células. Muitos processos que ocorrem dentro do organismo dependem destas substâncias químicas. A deficiência destes bioelementos pode fazer com que o sistema imunológico não funcione corretamente. Do mesmo modo, uma concentração superior aos níveis recomendados pode danificar seriamente o organismo, até o ponto de ser hepatotóxicos, ou seja, prejudiciais para o fígado.
Uma dieta variada, rica e saudável nos assegura a quantidades recomendadas de estes oligoelementos em nosso organismo, ajudando a manter um sistema imunitário forte, que, por sua vez, é fundamental para prevenir doenças e que as nossas células não envejezcan de forma prematura.

Vejamos quais são os principais oligoelementos, em que alimentos se encontram e em que podem nos ajudar:
– Ferro: é imprescindível para que os pulmões possam captar o oxigênio necessário e transportá-lo para todas as células. É encontrado principalmente em peixes, fígado, carne, espinafre, salsinha, os mexilhões, os frutos secos, a soja e o pão. A falta deste oligoelemento provoca anemia, com a consequente fadiga.
– Cobre: Este oligoelemento estimula o sistema imunitário. É encontrado em vegetais verdes, legumes, peixes, moluscos e o fígado.
– Iodo: É um elemento químico essencial, já que faz parte dos hormônios tiroxina e tri-iodotironina, que estão envolvidas no crescimento. Está em peixes, frutos do mar, cereais, os ovos, o leite, o aolho, a cebola, frutas como a laranja e o abacaxi, legumes de folha verde e frutos secos.
– Cromo: Aumenta o efeito da insulina e facilita a entrada de glicose nas células. Está presente em carnes magras, os berros, os legumes, as azeitonas, o fígado e os citrinos.
– Selênio: É um poderoso antioxidante, garante o bom funcionamento dos músculos, um reconhecido protetor do sistema cardiovascular e ajuda a prevenir o aparecimento de cataratas. Ele pode ser encontrado em carnes de aves, bovinos e suínos, no limão, a cebola, os cogumelos, verduras, legumes, cereais integrais e a levedura de cerveja.
– Manganês: Sua presença é necessária para os ossos e tem uma grande importância na reprodução. Alimentos como o pão integral, legumes, carne, leite e produtos lácteos, os frutos secos e os crustáceos são ricos neste elemento.
– Zinco: é um elemento químico essencial para as pessoas, já que participa no metabolismo de proteínas e ácidos nucleicos, ajuda no bom funcionamento do sistema imunológico, ajuda a cicatrizar as feridas, favorece a formação de espermatozóides, estimula a ação de cerca de 100 enzimas e intervém nos sentidos do gosto e do olfato, entre outras funções. Encontra-Se no leite, o pão integral, as carnes de bovino e carne de porco, legumes, peixes, ostras, fígado de pato, as castanhas e os vegetais de folha verde.
– Flúor: este oligoelemento concentra-se nos ossos e dentes, dando-lhes maior resistência, o que previne o aparecimento de osteoporose, cáries e desempenha um papel importante no crescimento. Encontra-Se em peixes, frutos do mar, as verduras, os legumes, os cereais integrais, os legumes, a cebola e o te.
– Cobalto: é o “ingrediente” fundamental da vitamina B12. Por esse motivo, ajuda a reduzir a pressão arterial e dilatação dos vasos sanguíneos. Se encontra em legumes, cereais integrais, ostras, arroz, alho, cebola e o gergelim.
– Lítio: desempenha um papel importante no sistema nervoso e previne o aparecimento de problemas cardíacos. Os cereais integrais, os legumes, a batata, o tomate, o pimentão, os morangos, as framboesas e a soja germinada são os principais fornecedores de lítio.
– Níquel: Potência o crescimento e ajuda a combater doenças infecciosas e anemias. Está na levedura de cerveja, arroz integral, leguminosas e os moluscos.