O que tomar o pequenoalmoço antes de fazer exercício

A que horas do dia você fazer exercício? Há pessoas que lhes vem melhor levantar-se um pouco antes e deixá-lo feito já desde a primeira hora da manhã, enquanto outros preferem dar um bom uso à hora da refeição, chegando-se ao centro de fitness e alguns saem a correr quando já caiu a noite. Se você é um “atleta mañanero” contamos-lhe o que é que você tem que tomar café para render ao máximo.
Treinar em jejum, sim ou não?
Certeza que em alguma ocasião você ouviu que treinar em jejum, sem tomar nada do que você acorda, você pode ajudá-lo a perder peso porque o combustível que utiliza o nosso corpo para treinar nesse momento é principalmente a gordura. Isso não é bem assim: é possível que as pessoas que treinam em jejum si tendem a obter a energia necessária para o treino das gorduras, mas o seu consumo de gorduras durante as 23 horas restantes do dia é mais baixo do que o de pessoas que treinam a outra hora do dia.
Outro dos estudos mais recentes a respeito também afirma que não há uma diferença significativa de eficácia para queimar gordura o treino em jejum, em frente ao treino depois de comer.
É importante, principalmente na hora de perder peso, que olhemos para os nossos hábitos de vida por completo, e não apenas o que fazemos durante uma hora por dia. Não podemos nos considerar pessoas ativas se tudo o que fazemos no nosso dia é passar uma hora na elíptica, enquanto o resto do dia passamos sentados.
Treinar em jejum sim tem outros benefícios: ajuda-nos a melhorar o nosso desempenho e melhorar a sensibilidade à insulina, prevenindo assim os problemas de diabetes. Mas não é um fator determinante na hora de perder peso ou gordura em frente ao treino depois de ter ingerido comida.
O que podemos tomar o pequeno-almoço antes de treinar?

Se queremos tomar o pequeno-almoço antes de irmos para treinar, o que é mais adequado para comer e quando devemos comê-lo? Porque o momento em que o comamos também é importante.
Há que ter em conta que devemos deixar passar cerca de uma hora ou hora e meia desde que comemos algum alimento até que começamos a treinar para dar tempo ao nosso corpo a fazer a digestão. Assim, se queremos treinar às 8 da manhã e queremos tomar o pequeno-almoço algo antes, teremos que nos levantar sobre as 06:30. Se vemos que isso não é viável em qualquer forma é melhor tomar algo bem leve, como uma peça de fruta a treinar com o estômago cheio e bastante pesado.
Se dispomos do tempo necessário para realizar uma boa ingestão que nos ajude a maximizar os resultados de nosso treinamento, devemos optar sempre por priorizar os carboidratos. Se vamos fazer um treino de longa duração, como uma sequência longa de corrida quando estamos nos preparando para uma maratona ou meia-maratona, estes hidratos devem ser complexos ou de assimilação lenta para que nos dêem energia durante todo o treino: cereais integrais, arroz integral, pão integral, legumes, verduras…
Se, pelo contrário, vamos fazer um treino rápido, mas muito exigente como um treino de séries ou por intervalos ou um HIIT no ginásio, os hidratos de carbono a ingerir serão os de rápida assimilação, que nos dão muita energia em pouco tempo: açúcar, mel, pão branco, farinhas refinadas…
Além dos hidratos de carbono é muito importante que controlemos o nosso nível de hidratação, já que é um fator determinante para o nosso desempenho. Para garantir uma boa hidratação se treinar pela manhã devemos beber abundantemente da tarde anterior, e beber pequenos goles de água antes de ir treinar.