Os oito dicas essenciais para cuidar da sua boca

À medida que envelhecemos se faz necessário cuidar dos dentes, como acontece com outros aspectos da saúde. Existe a ideia errada de que com a idade é inevitável deterioração e a perda de peças dentárias. No entanto, se cuidamos da nossa boca corretamente, os nossos dentes podem parecer saudáveis e bonitos, além de durar toda a vida. Estas são algumas dicas para preservar e melhorar a saúde oral na idade adulta:
– Cepíllate os dentes ao menos duas vezes ao dia. Faça-o depois de cada refeição e lentamente, com movimentos curtos e elípticos, com especial atenção para as gengivas, os dentes posteriores (de difícil acesso) e as áreas que circundam as coroas dos dentes e os recheios. Não esqueça de escovar a língua de trás para a frente para mover as bactérias produtoras de mau cheiro. Além disso, substitui a escova a cada três meses ou quando as cerdas estiverem dobradas.
– Use fio dental. A sua utilização permite remover a placa bacteriana que se acumula entre os dentes e sob a gengiva, onde, muitas vezes, começam as cáries e doença periodontal.
– Cuide de sua alimentação. A dieta que você segue influencia e muito na saúde de sua boca. O ideal é manter uma alimentação variada e equilibrada, rica em frutas e vegetais, não beliscar entre as refeições e moderar o consumo de doces e açúcares.
– Deixe de fumar. Este hábito pouco saudável aumenta o risco de câncer de pulmão e outros tipos de cancros, mas, além disso, agrava problemas como os de gengiva e cáries.
Doença periodontal e estresse

– Combate os problemas de gengivas. É muito comum nos adultos a doença periodontal, que consiste na infecção e inflamação dos tecidos das gengivas e dos ossos que servem de sustentação aos dentes, sendo uma das principais causas de perda de peças dentárias em adultos. A primeira fase da doença é conhecida como gengivite e a mais avançada é a periodontite. Podemos dizer que uma má higiene bucal piora muito esta doença, que se origina da placa bacteriana. A boa notícia é que se pode combater e para isso é fundamental o diagnóstico precoce.
– Evite o estresse. Devido ao acelerado ritmo da vida diária, a cada ano aumenta o número de pacientes com bruxismo (ranger ou apertar os dentes involuntariamente), o que não só desgasta os dentes afeándolos, mas também pode causar problemas nas articulações e dores de cabeça. Se detectar algum destes sintomas, discuti-lo em sua próxima visita ao dentista.
– Melhora a estética de sua boca. Nunca é tarde para ter um sorriso saudável e bonita. Atualmente, são muitos os pacientes que recorrem à ortodontia, repõem peças perdidas graças aos implantes, tapam alterações de forma e cor dos dentes com facetas ou os tornam mais brancos com técnicas de clareamento. Dentes bem posicionados são sujam menos e limpam melhor.
– Faça revisões periódicas. Vai ao dentista com regularidade para realizar limpezas dentárias e uma revisão completa. A opinião do cirurgião-dentista é fundamental para avaliar o estado geral de sua boca e agir a tempo, se você tem algum problema como uma cárie ou doença periodontal. Quanto antes colocar a solução, melhor prognóstico haverá.
A boca, reflexo de nosso estado geral de saúde
Não há que esquecer que uma má saúde oral pode ser indicador de doenças que já têm ou que ainda não foram diagnosticadas, além de resultar em outras que poderiam ser evitadas se aumentasse o grau de conscientização sobre a importância de cuidar desta parte do corpo.
Portanto, fazer uma correta higiene bucal em casa, levar um estilo de vida saudável e consultar o dentista com regularidade, contribuem para a saúde geral e a que os seus dentes fiquem saudáveis, bonitos e podem durar toda a vida. Uma boca em bom estado, limpa e cuidada, não é apenas uma excelente carta de apresentação, mas também um termômetro de nossa própria saúde.