Paragens Cardíacas

Mais de 40.000 pessoas morrem por ano na Espanha, por parada cardíaca súbita. Agir rapidamente é vital para o doente. Se intervém após os primeiros 10 minutos as possibilidades de recuperação são somente de 5% e é precisamente esse tempo, o que normalmente leva de uma ambulância para chegar.
No entanto, 5 minutos antes, as chances seriam de 40%. Não há tempo a perder. Os especialistas em cardiologia alertam para a necessidade de dispor de simples desfibrilhadores fora dos hospitais e centros médicos, em locais de concentração de pessoas, como centros comerciais, estações e aeroportos. Um costume que já é habitual em muitos países, mas que no nosso país não estamos acostumados a ver.
O manuseio desses aparelhos é simples para qualquer pessoa mesmo que não possuam conhecimentos médicos. Cerca de sinais visuais e sonaras ajudam a pessoa a saber o que deve fazer diante de parada cardíaca. O desfibrilador dada ao interessado uma descarga elétrica suficiente para restabelecer o ritmo de seu coração enquanto a ambulância está a caminho.