Por que nos lesionamos quando começamos a correr

Se você decidiu começar a correr a partir do zero este ano, parabéns! Tomou uma boa decisão que irá ajudá-lo a mantê-lo mais ativo e em forma. Certeza que você está querendo jogá-lo para a piscina e começar a percorrer quilômetros e quilômetros, compartilhar seus treinos com seus amigos e até mesmo participar em algumas corridas. Um bom conselho e o exame médico-desportivo para se evitar possíveis lesões ao iniciar a actividade. Mas date tempo e não quemes etapas: os corredores iniciantes são mais propensos a sofrer lesões, por isso é importante que tenha em conta os seguintes pontos.

Corrida e lesões em corredores iniciantes
Existem muito poucos corredores que não tenham lesionado jamais. As lesões podem ser causadas por vários motivos: desde uma má técnica de corrida até um calçado inapropriado. Mas a causa mais comum das lesões em corredores iniciantes, sem dúvida, é a sobrecarga de quilômetros.
Como é possível, sendo novatos? Quando começamos a correr, como quando iniciamos qualquer outra atividade que seja do nosso gosto, costumamos fazê-lo muito animado e com muita vontade de comer o mundo. Isto pode jogar contra nós, já que um excessivo entusiasmo pela nossa parte, nós, normalmente, levar a não respeitar as progressões lógicas dentro de um treino e a lesionarnos.
É muito importante que, durante as primeiras semanas e até mesmo meses, dependendo de nossa progressão) respeitar a combinação de caminhada e corrida, aumentando as distâncias e os tempos de menos a mais e seguindo uma progressão lógica. Além disso, é importante respeitar os dias de descanso e não saiamos, pois, a correr todos os dias da semana, mesmo que seja o que nos pede o corpo.

As dificuldades mais comuns dos corredores principiantes
Antes de mais nada, é importante que saibamos diferenciar entre “desconforto” e “dor”. Isso vai depender, sobretudo, de onde se encontra o nosso limiar de dor, mas devemos ter claro que a ocorrência de dor durante o exercício deve significar parar completamente. A dor é a maneira que tem nosso corpo de nos dizer que algo não vai bem, e é claro que devemos nos afastar da propalado e equivocada frase “no pain, no gain” (sem dor não há ganhos).
As dores musculares
Talvez o incômodo estrela de os pilotos novatos (e também em ocasiões de os que já levam muitos quilômetros nos tênis) sejam as temidas dores musculares. Essa desconforto que aparece um ou dois dias depois de ter praticado exercício físico e que nos provoca alguns incômodos furos. As dores musculares aparecem devido à ruptura de fibras musculares, que ocorre durante o treino, algo totalmente normal e que não deve nos assustar. Durante o período de repouso, essas fibras se reconstroem (sempre e quando a nossa alimentação seja adequada e, se for o caso), dando lugar a um pouco mais de massa muscular.
As dores musculares são algo que têm passado todas as pessoas que fizeram esporte: é o preço de ter passado muito tempo sem se mover e começar a fazê-lo. Não devemos nos preocupar se são dores musculares leves ou de intensidade média, no entanto, se as dores musculares nos incapacitam para realizar nossas tarefas diárias de forma adequada, devemos pensar em modificar a intensidade das próximas sessões de treinamento.
Como podemos evitá-las? A forma mais eficaz é através do aquecimento antes do exercício físico e dos alongamentos posteriores. Além disso, deve-se respeitar o princípio de progressão na intensidade e duração dos nossos treinos, sem querer ser maratonianos desde o primeiro dia.
Desconforto nos joelhos e os tornozelos
Também são comuns nos corredores novatos desconforto nas articulações mais relacionadas com o gesto da corrida: os joelhos e os tornozelos. Geralmente, isso acontece, por norma geral, devido a uma técnica de corrida deficiente que podemos ir melhorando com o passar do tempo, ou devido a um calçado inadequado, que não nos ajuda a correr de forma eficiente.
No caso do calçado é importante que antes de começar a correr nos vamos fazer um estudo do passo onde um podólogo nos dizer como é a nossa forma de pisar, se precisamos de algum tipo de calçado especial (tênis para pronadores ou supinadores) ou até mesmo de modelos, e de exercícios que podemos fazer para melhorar nossa técnica de corrida.
Os joelhos costumam ser as articulações que mais desconforto pode levá-los para os corredores iniciantes, já que estão habituadas a que andemos e não para que corramos: é importante que ao perceber o desconforto nos joelhos deixemos de correr e começar a andar um tempo, enquanto iniciamos trabalhos de fortalecimento muscular para proteger a articulação. Se a dor persistir, devemos guardar o sábado, e acudir a um médico desportivo para que avalie o nosso caso e nos dê as diretrizes a seguir.
É possível que você queira nosso post sobre infiltrações