Por que nos mareamos ao viajar e como evitála

Aparece sobretudo em pessoas suscetíveis a isso, quando se viaja de barco, mas pode aparecer ao usar qualquer meio de transporte, seja terrestre, aquático ou aéreo.
Por que ocorre?
O enjôo do viajante, também denominado cinetosis, se manifesta como um mal-estar, caracterizado por sensação vertiginosa, náuseas e vômitos, provocado pelo movimento e que só desaparece quando cessa com este.
O cérebro percebe o movimento através de sinais provenientes do ouvido interno, os olhos, os músculos e as articulações. Uma das explicações para esta síndrome pode ser que os sinais que recebe o cérebro não coincidem. Dentro de um barco, por exemplo, o ouvido interno percebe o movimento, mas os olhos não, e então é quando pode surgir o enjôo. No entanto, até agora, não se encontrou nenhuma explicação do ponto de vista médico, que nos dê uma razão clara de por que algumas pessoas se marean mais do que outras.

Dicas contra o enjôo do viajante
O melhor remédio contra o enjôo é evitar ao máximo o movimento. Para isso, e como não vamos deixar de viajar, aconselha-se que quando você vá de carro, seja dirigindo ou no banco da frente, sempre no mesmo sentido da marcha, fixando o olhar no carro que vai à frente, evitando ler, ficar quieto e não virar a cabeça. Da mesma forma, quando a viagem de barco é recomendável ir perto de tampa e evitar passear enquanto o barco estiver em movimento. Em nenhum caso, recomenda-se comer nem beber muito antes da viagem, evitando, além disso, as bebidas alcoólicas ou estimulantes.
Existem muitos medicamentos contra o enjoo e quase todos podem ser comprados sem receita médica, com poucas contra-indicações e, geralmente, bastante eficazes. De todas formas, é aconselhável que seja o médico que prescreva o que considere mais oportuno, já que não são isentos de efeitos colaterais e podem estar contraindicados, em alguns casos, com certas doenças, ou se estiver a tomar outros medicamentos.