Psoríase no verão: melhorias e precauções

A psoríase é uma doença do sistema imunitário, que geralmente se manifesta através de secura, irritação, inflamações ou lesões escamosas na pele, mas pode chegar a afetar as articulações. Existem diferentes níveis de gravidade, e embora se trate de uma doença crônica, no verão, é possível notar melhora em alguns de seus sintomas. Abaixo, você vê como e que precauções tomar nesta época do ano.

Melhorias que se notam no verão
O verão tem vários fatores que ajudam a melhorar a psoríase, principalmente o bom clima e a encontrar-nos mais tranquilos, já que costumamos ter mais tempo livre. Vários estudos relacionam o stress, com o agravamento da psoríase. Ainda está por descobrir o mecanismo que relaciona, verificou-se que afeta, pelo menos temporariamente, assim que toma como prioridade nestes meses o relaxar ao máximo.
Se você tiver a oportunidade de passar as férias na praia, você ainda sentirá mais esses benefícios. A fototerapia, que se aplica em centros especializados, é um dos tratamentos atualmente mais eficazes para melhorar as lesões de pele.
Isto é porque a exposição aos raios ultravioleta UVA e UVB, também presentes no sol, é benéfica para a pele das pessoas com psoríase. Naturalmente, esta exposição deve ser feito com cautela, evitando as horas centrais do dia e em sessões de não mais de 15 minutos por dia. Passar mais tempo ao sol não é recomendada, mas se vamos fazer isso, é imprescindível utilizar um creme protetor específico para peles com psoríase, já que uma queimadura pode agravar seriamente o problema.
A água do mar, rica em minerais, também nutre e favorece a nossa pele. Mesmo que outra forma ideal de aproveitar as férias é correr delas a um balneário e beneficiar das propriedades das suas águas medicinais.
O que mais posso fazer?

O verão é o momento perfeito para aumentar a ingestão de vegetais e frutas, já que hidratam e refrescam, e de consumir peixes como a cavala, sardinhas ou as anchovas e boqueirões, que além de serem os reis dos bares nos dão uma boa quantidade de Vitamina D, aliada a pele e os ossos.
Reduzir ou eliminar totalmente o consumo de bebidas alcoólicas e tabaco também fará com que as possibilidades de aliviar os sintomas da psoríase aumentem. Ambos prejudicam o fígado e podem secar a pele. Por outro lado, o álcool pode interagir com alguns medicamentos, prejudicando o nosso tratamento.
Aproveite as férias para cuidar de si e de seguir hábitos saudáveis, como praticar algum esporte ao ar livre ou passear pela beira do mar. Estar em forma, melhora a saúde em geral, ajuda a controlar o peso, a obesidade pode agravar o desenvolvimento dos sintomas da psoríase) e protege as articulações.
Conecta com suas emoções e mostre-se sem medo
Além das manifestações físicas, o impacto emocional e o estigma social relacionado com esta doença afetam o humor e a auto-estima. No verão levamos menos roupa bem que não resta mais remédio que mostrar mais, faça-o sem medo e aproveite a temporada de verão sem complexos. Associações como a Ação Psoríase idealizado mesmo a campanha Destápate, em que compartilhar as melhores fotos das férias, na praia, na piscina, no banho, na bikini… Em suma, o penetrá-lo bem!
2,3% da população portuguesa (mais de um milhão de casos) sofre de psoríase, por isso que cada vez é mais fácil que o nosso ambiente de compreender a doença e saiba em que consiste. Para os que ainda têm dúvidas, podemos atentar para o fato de que não é contagiosa e, sobretudo, de não envergonhar, porque não há nenhum motivo para isso. Se você é difícil, além do que o tratamento com o dermatologista, é aconselhável pesquisar também ajuda psicológica, com a qual enfrentar melhor a doença.
Em qualquer caso, o verão nos sentir bem, por dentro e por fora. Siga as recomendações de seu especialista, e tire o máximo partido das férias.
Fotos | iStock / noblige / PositiveFocus