Quais as vacinas que preciso para viajar para um país exótico?

Em breves é Semana Santa e em alguns meses já estaremos curtindo o verão, então é provável que você esteja organizando umas merecidas férias em algum país exótico. Se esse é o seu caso, um dos aspectos que deve ter em conta é que vacinas que você precisa para entrar em seu destino.
Pela nossa saúde e por aqueles que nos rodeiam, é necessário estar por dentro de quais são as doenças que podemos encontrar, e é nossa obrigação proteger-nos deles.

Quantos tipos de vacinas existem?
O Ministério da Saúde, Serviços Sociais e Igualdade de Portugal estabelece os seguintes tipos de vacinas:
Vacinação de rotina: são as vacinas que devemos ter ao dia e que nos protegem de doenças como a coqueluche, tétano, sarampo, difteria, rubeola, hepatite B e poliomielite.
Vacinação seletiva: estas vacinas estão de acordo com as circunstâncias pessoais de cada quem, tais como as características da viagem e o destino. Nestes casos, as vacinas podem proteger de doenças como febre amarela, febre tifóide, cólera, hepatite A, tuberculose, encefalite japonesa, raiva e meningite meningocócica.
Vacinação obrigatória: são aquelas que são exigidas pelas autoridades sanitárias de alguns países e que, de não tê-las, pode ser motivo de negada a entrada no país de destino. Estas vacinas devem ser suportadas no Certificado de Vacinação Internacional, para fazer constar que o viajante efetivamente si as tem.
Algumas das vacinas que são obrigatórias para entrar em um país exótico são a de febre amarela, poliomielite e meningite meningocócica.
O que é o Certificado Internacional de Vacinação?
Dada a importância que tem que esteja protegido destas doenças, a maioria dos países pedem como um dos requisitos para entrar no seu território, o Certificado Internacional de Vacinação. Trata-Se de um documento que atesta que o viajante efetivamente tem sido vacinado contra a doença em particular, por exemplo, a febre amarela.
Este documento também confirma que estas vacinas foram aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e tem sido aplicada em um centro de vacinação internacional autorizado pela administração sanitária do país de residência do viajante.

Por que a vacina de febre amarela é obrigatória quando se viaja para um país exótico?
Na maioria dos destinos exóticos que podemos visitar é obrigatória a vacina de febre amarela. É uma doença viral transmitida pela picada do mosquito Aedes e que pode chegar a ser de muita gravidade, com uma taxa de mortalidade de 50% nos casos não tratados.
A febre amarela não tem tratamento, no caso de vir a ter a doença, o tratamento é direcionado apenas a melhorar os sintomas. A importância da vacinação contra a febre amarela reside em que oferece 99% de imunidade para um período de 30 dias.
Segundo a OMS, no mundo, há 44 países com maior risco de contrair esta doença, 31 na África e 13 na América Latina. Se você quiser informações sobre quais países são os mais endêmicos em febre amarela, pode consultar a página do Ministério da Saúde, Serviços Sociais e Igualdade.
Com quanto tempo de antecedência tem que vacinar?
O mais aconselhável é se aproximar dos centros de vacinação internacional autorizados para solicitar informações, já que, em alguns casos, as vacinas são aplicadas em várias doses e podem ter alguma reação ou mal-estar no organismo.
Outra recomendação a ter em conta é ficar alerta para qualquer sintoma, mesmo, se já passaram alguns meses de seu retorno. No caso de haver um indício de alguma doença, você deve ir imediatamente ao médico.