Quando você é avô: vantagens e desvantagens de cuidar dos netos

Não é fácil conciliar a vida profissional e familiar em Portugal, de modo que são muitos os casais que recorrem aos avós para cuidar de seus filhos enquanto estão trabalhando. Uma realidade social que se reflete nos dados: um em cada quatro avós cuidando de seus netos, em nosso país, os que dedicam uma média de sete horas diárias, dois a mais que a média europeia, de acordo com o Inquérito de Saúde, Envelhecimento e Velhice na Europa (SHARE, por suas siglas em inglês).
Dá-Se o paradoxo de que, apesar de que os avós são um coletivo potencialmente receptor de cuidados, ao mesmo tempo, são prestadores de cuidados de outras pessoas dependentes, mesmo que seja temporariamente, como seus netos.
É indubitável que ter os avós por perto é muito benéfico para as crianças, por diversas razões, mas o cuidado dos netos pode generarles estresse, ansiedade ou depressão se vêem sobrecarregados de atividades e responsabilidades, algo que pode agravar seus males e fazer com que desprezem a sua saúde. Vejamos a seguir quais são os principais prós e contras.
Quais são as vantagens para os avós para cuidar de seus netos?
Melhoram o seu humor. Na companhia dos netos, sentem-se rejuvenescidos pela energia, a vitalidade e a alegria que estes lhes insuflan.
Estão mais ativos. Ir ao parque, jogar com eles, ler histórias, fazer passatempos, ajudá-los nos deveres… Estar com os netos que lhes permite melhorar o seu estado físico, mas também o mental ao melhorar o seu desempenho cognitivo e o manejo das novas tecnologias.
Sentem-Se úteis. Cuidar dos netos que lhes confere um papel de protagonista na dinâmica da família, o que lhes faz sentir-se imprescindíveis para o bom funcionamento da mesma, aumentando sua auto-estima e deixando de lado a sensação de solidão.
Reforçam-se os laços familiares. Fornecem aos netos a idéia de continuidade e evolução da família, com a transmissão de experiências, histórias, histórias, tradições, costumes e valores familiares e culturais, possibilitando que não se perca o passado.
Tornam-Se pessoas de confiança, com as quais se comunicar. A cordialidade e o nível de compromisso que chegam a estabelecer os avós com os netos é muitas vezes maior do que o que têm com os pais. Este vínculo afetivo é muito importante para o desenvolvimento emocional e psicológico das crianças-eles sabem que contam com uma pessoa na família que se comunicar com confiança, pedir conselhos e até mesmo falar de assuntos que não se atrevem a compartilhar com os pais. Os avós costumam ter a experiência e a paciência para ouvi-los e aconsejarlos bem.

Quais são as desvantagens para os avós para cuidar de seus netos?
Podem aparecer conflitos graves entre os avós e seus filhos, por causa das diferenças de critério entre uns e outros na hora de criar as crianças e tomar decisões sobre sua educação e cuidado.
Sentimentos de ciúme escondidos e a competitividade dos pais para com os avós com relação a seus filhos, devido a que os avós são os que mais horas diárias com as crianças, compartilham mais atividades e conseguem uma maior confiança com eles.
Às vezes, a responsabilidade de cuidar dos netos é desgastante para os avós, limitando-se a sua liberdade, mas não se queixam, pois acham que é sua obrigação. Se bem é verdade que, na maior parte dos casos, esta atividade é feita de forma voluntária e, com prazer, também o é que, em alguns casos, os avós e os avós têm a sensação de realizar uma jornada de trabalho em tempo integral e se vêem sobrecarregados de tarefas e responsabilidades.
Para evitar que o cuidado dos netos se torne um problema, a Sociedade brasileira de Geriatria e Gerontologia (SEGG) recomendam que os idosos recusam assumir mais encargos que lhes correspondem, desenvolvendo apenas as tarefas de que forem capazes, e a reserva de um espaço próprio para os seus cuidados de saúde e lazer. Além disso, é importante que coloquem limites, tanto para os pais como para os filhos, para que o tempo que passam com os netos, seja o mais gratificante possível.