Quanto comer peixe por semana

O valor nutricional do peixe
O peixe é uma excelente alternativa para a ingestão de proteínas saudáveis, pois conta com uma quantidade menor de gordura saturada do que a carne, mesmo o peixe é considerado um alimento magro. Mas, além de proteínas, este alimento nos fornece:

Um bom aporte de ácidos gordos essenciais omega 3, conteúdos especialmente em peixes como a sardinha, o salmão, o atum ou peixe. Estes ajudam a prevenir as doenças cardíacas, a fornecer colesterol bom para o nosso corpo e a reduzir a pressão arterial elevada.
Oferecem ao nosso corpo, A vitamina A, D e vitaminas do grupo B, essenciais para o bom funcionamento do organismo.
Além disso, são fonte de cálcio, ferro, potássio, iodo, sódio e magnésio, minerais necessários para a boa saúde dos ossos e músculos.

Trata-Se de um alimento que convém adicionar à nossa dieta, preferindo comprá-lo fresco em vez de congelado ou empacotamento, o que garantirá o perfeito estado de suas propriedades. Além disso, é importante elaborado de forma saudável, por exemplo, grelhado, assado ou cozido, evitando preparações mais calóricas, como fritos ou rebozados.
Quantidade de peixe recomendado por semana
Sabemos que é benéfico para a nossa saúde, mas quanto comer peixe para a semana? A recomendação dos especialistas em nutrição é a ingestão de 700 gramas de peixe por semana, o que equivale a entre 3 e 4 porções.

Desse valor, recomenda-se que sejam 2 de peixe azul e o resto de peixe branco, pois, ainda que este último é mais magro, o aporte de ômega 3 e vitamina A e vitamina D presente nas alternativas de peixe azul é superior ao branco, pelo que se considera mais nutritivo neste aspecto.

Cuidado com os peixes ricos em mercúrio!
Embora o peixe é uma proteína ideal, há que ter especial cuidado com aqueles peixes que acumulam mais de mercúrio em seu organismo. Este metal pesado ingerido em grandes quantidades pode provocar diversas complicações cardíacas, afetando também o sistema imunológico e reprodutivo. Além disso, é altamente prejudicial para o feto durante a gestação, razão pela qual deve-se limitar o consumo, especialmente durante a gravidez.

Os peixes mais ricos em mercúrio são:

O imperador ou peixe-espada.
O atum rabilho.
O mero.
Robalo.

Recomenda-Se ingerir essas opções de forma muito ocasional, optando preferencialmente por peixes com baixo teor deste metal, como é o caso da pescada, as sardinhas, anchovas, os boqueirões, o salmão, o bacalhau, entre outros.
Este artigo é meramente informativo, em MedicamentosClub não temos autoridade para prescrever qualquer tratamento médico, nem fazer qualquer tipo de diagnóstico. Nós convidamos você a ir a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de doença ou mal-estar.
Se você deseja ler mais artigos parecidos a Quanto comer peixe por semana, recomendamos que entre na nossa categoria de Vida saudável.