Que é o CACO na hora de fazer esporte

Talvez esse ano tenha decidido entrar em forma e ainda não sabe exatamente como fazê-lo. A corrida é uma boa maneira de trabalhar o nosso corpo, mas começar a fazê-lo de forma progressiva é muito importante para evitar lesões e para não perder a motivação.
Uma das melhores maneiras de começar a correr são os trabalhos de hércules: combinar a caminhada e a corrida em diferentes intervalos e na mesma sessão nos ajudar nos primeiros dias, face ao desafio de entrar em forma.
Os benefícios de começar com os trabalhos de hércules
Para muitas pessoas, começar a correr é um grande desafio difícil de superar, sobretudo se vêm de um estilo de vida sedentário. E não é nada raro: correr é um exercício exigente, que implica um grande esforço para o nosso corpo, o que devemos preparar com antecedência.
Antes de começar a correr é uma idéia muito boa que comecemos a caminhar, pelo menos, trinta minutos seguidos a bom ritmo. Uma boa maneira de fazer isso é praticar Power Walking, que pode ser um preâmbulo perfeito para o running.
Caminhar a bom ritmo (não passeando, mas fazendo o que realmente represente um esforço para nosso organismo), envolvendo não só as pernas, mas também para a nossa área média (que nos ajuda a manter uma boa postura) e o nosso trem superior (através do braceo) nos prepara para o esforço que vamos fazer com os trabalhos de hércules.
Muitas pessoas que começam a correr diretamente, sem passar por CACO, se desanimam logo quando vêem que não podem aguentar muito tempo seguido correndo. Isso às vezes é o motivo do abandono do exercício. Usando os trabalhos de hércules, em primeiro lugar, poderemos aguentar mais tempo e pediram ao nosso corpo um esforço mais leve, e manterá a motivação.
Como posso começar a fazer desporto, graças a CACO

Como dissemos, CACO não é mais que o acrônimo de Caminhar e COrrer, duas atividades que vamos combinar, a intervalos na mesma sessão. Dessa forma, podemos começar a correr de forma progressiva, aumentando o esforço, pouco a pouco, e mantendo uma constante evolução.
A primeira coisa que devemos fazer é definir um tempo limite para o que queremos chegar em nosso treinamento: podemos começar com 20 minutos de exercício, três dias por semana, para ir aumentándolo quando tenhamos ganho condição física.
Desses 20 minutos que vamos passar ejercitándonos, alguns deles faremos correndo e os outros faremos a pé. Enquanto corremos o esforço tem que ser moderado: a velocidade será média, com um trote que nos permita falar de forma confortável enquanto estamos correndo.
A primeira semana podemos começar com um minuto de corrida para cada quatro minutos de caminhada, repetido cinco vezes. Deste modo chegamos aos 20 minutos totais de exercício em ambas as atividades. Enquanto que, durante a corrida, realizamos um esforço um pouco maior, os minutos de caminhada nos dão tempo para se recuperar, voltar a normalizar a respiração e nos prepararmos para o próximo intervalo.
É importante que, no caso de que não possamos concluir o minuto completo de corrida, continuemos caminhando e não nos detenhamos. Se isso acontecer, podemos adequar os intervalos e começar apenas com 30 segundos de corrida por quatro minutos e meio de caminhada. Não há nenhum problema: iremos evoluindo com o passar do tempo.
Fazemos esta rotina durante uma ou duas semanas, dependendo de como responder nosso corpo, e depois subimos de nível: corremos dois minutos por cada três de caminhada, e repita cinco vezes.
Como você pode ver, a idéia é ir aumentando os minutos de corrida e fazer descer os de caminhada até que sejamos capazes de correr durante 20 minutos seguidos. Uma vez que tenhamos chegado a esta primeira meta do caminho, podemos aumentar o tempo de treino em 30 minutos e continuar assim progressivamente.
Não se esqueça de aquecer e alongar
Lembre-se que é importante preparar o nosso corpo perante o esforço antes de começar a ejercitarnos por meio de um aquecimento: podemos caminhar a bom ritmo durante 10 minutos para que a temperatura do nosso corpo vá subindo.
Ao terminar o treino não pode faltar em nossa sessão de alongamentos. Não pare de golpe ao terminar o último intervalo: melhor continua caminhando alguns metros, até que seus batimentos vão descendo. Uma vez que tenha conseguido, estica os músculos das pernas e da sua zona média, que são os que mais envolvidos foram encontradas no exercício.