Treinamento mental ou como manter a força de vontade, apesar do frio

Após a volta das férias de Natal e a custa de janeiro, retomar os hábitos saudáveis nem sempre é fácil. E se bem que, na hora de fazer dieta ou, simplesmente, comer de forma mais saudável, intervêm poucos fatores externos, o mesmo não ocorre com o esporte. Sim, porque o frio pode chegar a condicionarnos tremendamente, em especial se estivermos praticando modalidades ao ar livre, como corrida.
E não estamos nos referindo apenas ao equipamento, mas a perda da motivação e da entrada em cena de terrível preguiça. Para evitá-la, é imprescindível colocar em marcha uma série de dicas, a partir de agrupar-se corretamente ao optar pelo aquecimento no interior. Mas estes são apenas alguns deles.
A alimentação é a chave

Antes de entrar em maiores vicissitudes e uma vez que já nos temos referido a ela há algumas linhas, cabe comentar que a alimentação cobra grande interesse para aqueles que se vêem obrigados a lutar contra as inclemências do tempo para sair para desfrutar de sua formação. Efetivamente, porque ao fazê-lo da forma correta para ter a energia necessária para fazê-lo, é fundamental.
Assim, deveremos optar por ingredientes como nozes –que até podemos levar conosco e de grande aporte de energia – e prestaremos especial atenção aos peixes, carnes e legumes, os principais encarregados de oferecer proteínas. Estas são básicas para a formação de tecido e, por conseguinte, que a recuperação muscular e a prevenção de lesões, que podem ser agravadas pelo frio. A vitamina C, por sua vez, irá mantê-lo longe das carências e, em consequência, resfriados e, se você aumentar a ingestão de minerais e ácidos gordos saudáveis, tanto melhor.
Aqui o objetivo é que estamos bem fisicamente, algo que afetará diretamente o nosso estado de espírito. De fato, existem alimentos capazes de ajudar-nos a segregar endorfinas e que repercutem para além do nosso corpo.
Como agrupar-se para o frio

A sensação de frio –para não falar das consequências preparadas, como resfriados e outros – é outra das razões por que pode acabar deixando de lado os treinos de inverno. Por sorte, existe um modo de abrigarte para isso: como uma cebola.
Uma comparação com o que nós nos referimos às múltiplas camadas que compõem este vegetal e que se traduz na presença de uma t-shirt interior respirável, talvez térmica, um pulôver, um pouco gordinho, e em uma jaqueta de preferência impermeável e capaz de aislarte do vento e similares.
Para evitar o atrito da tela, faça-o com vaselinas específicas e cuide de sua pele em geral. Use um bálsamo para os lábios, para esfoliar seu rosto uma vez por semana, e não deixe de lado o protetor solar. A hidratação também é fundamental para mantê-la em bom estado.

Como aquecer com frio
Como sabe, aquecer-se adequadamente e durante o tempo necessário antes de fazer exercício, é também crucial. Uma etapa que podemos chegar a perder se fizer muito frio. Uma alternativa é fazê-lo no interior, em uma fita ou até mesmo descendo e subindo as escadas de casa várias vezes. Te ajudará a pegar o ritmo e não implica qualquer custo. Além disso, não se verá obrigado a enfrentar as intempéries desde o primeiro momento.
Em todo o caso, não perca de vista que um bom aquecimento deve incluir exercícios de mobilidade articular, atividades que elevem o ritmo cardíaco, alguns alongamentos e movimentos relacionados com a atividade física que você está a ponto de realizar. Sua finalidade é a de favorecer a comunicação entre o sistema nervoso central e os músculos.
Alongamentos para recuperar com frio

Também não esqueça de alongar no final do treino. Alguns exercícios estáticos que teriam que durar pelo menos dez minutos e que deverá realizar já dentro do portal ou em casa, para evitar que os músculos se agarroten pelas baixas temperaturas. Um passo fundamental no inverno, quando estes se resfriam muito rápido e as cãibras e espasmos musculares é mais frequentes.
Dispensa as pressas e os puxões rápidos ou movimentos balísticos, e lembre-se de manter cada posição por 20 segundos. Vê com certo cuidado se notas dos membros entorpecido pelo frio, algumas sensações poderiam chegar a se camuflar. Repetimos: nada como sair das lesões para manter o ânimo em seu ponto mais alto.
Valoriza as vantagens, mas não exagere
Além disso, e no caso de que o frio esteja a ponto de te fazer desistir, lembre-se das vantagens que implica fazer exercício nestas condições. Entre elas, destaca-se o aumento do gasto calórico e a aceleração do metabolismo (até 30%), o aumento da resistência, e o fortalecimento do sistema imunológico–, graças à aceleração do fluxo sanguíneo e a produção de adrenalina-o.
Não obstante, também não deverá ser excedida, especialmente se você acabou de retomar a rotina, ou você está apenas começando. Faça isso com calma, o sobre-treinamento pode resultar em uma lesão e, consequentemente, acabar com suas boas intenções. E lembre-se: mais vale qualidade contra a quantidade. Estabeleça objectivos realistas e sê constante, mas aprende a relaxar e a prestar atenção aos seus sentimentos.
Outras dicas

Independentemente do que comentado, outras dicas que te ajudarão a manter em seu ponto mais acima tem a ver com, por exemplo, o uso de apps e wearables específicos que lhe permitam estar a par de seus progressos e até mesmo compartilhar esses progressos e objectivos com seus amigos. Uma forma saudável de estimular a competitividade que vai animá-lo a seguir em frente.
Fazê-lo acompanhado, de fato, é outra boa ideia. Você pode fazê-lo com a sua família e amigos, mas também com o seu fiel amigo. De fato, o conhecido como o canicross é uma modalidade de corrida, que conta também com vários benefícios para seu animal de estimação e que, além disso, favorecer a criação de novos vínculos afetivos. Ainda é possível inscrever-se para competições específicas, algo também muito motivador aplicável a outras modalidades como o ciclismo e outros.
Se, pelo contrário, prefere a solidão, uma boa seleção musical também pode amenizar a atividade. Não deixe também de ouvir sempre para o seu corpo e preste atenção às suas sensações corporais e, no caso de se encontrar em um território absolutamente gelado, não se prenda e acha que sempre pode optar por trabalhar no interior ou combinar os dois treinos.