Vantagens do aleitamento materno

Quando uma mulher dá à luz e tem um filho,pode açúcar a dúvida de se dar o peito ao recém-nascido ou não. Há uma série de vantagens e inconvenientes, como em tudo, que marcam esta primeira interação da mãe com o bebê. Neste blog de saúde, temos focado nas vantagens do aleitamento materno.
Há mulheres que não querem amamentar seus bebês, e outras que se dão o peito durante mais tempo do que o recomendado. Pois bem, nem uma coisa nem outra, há que encontrar um ponto intermediário após a gravidez.
Incidindo sobre as vantagens do aleitamento materno, podemos encontrar várias razões de peso.
Em primeiro lugar, graças à amamentação, o bebê pode absorver, de forma muito mais fácil, as proteínas do leite, que tem a mãe em seus seios. É a melhor maneira de alimentar o recém-nascido.
Também há que ter em conta que o leite materno tem uma grande quantidade de lactose, muito mais do que no resto de leites. Esta lactose é transformada em ácido láctico no intestino, o que graças a ele, você evita o aparecimento de bactérias e favorece a absorção do cálcio pelo organismo.
Outra vantagem da amamentação é que o leite materno está sempre na temperatura ideal, nem fria nem quente, assim como as corretas condições de alimentos para o bebê, do mesmo modo, podemos entender o leite materno como um leite mais saudável do que o leite de vaca ou outros leites, já que não se manipula, favorecendo a higiene.
Outro fator a ter em conta é que o leite materno favorece a formação de boca, o desenvolvimento anatômico desta parte do corpo do bebê.