Verdades e mentiras sobre a depilação a laser

A depilação a laser é uma das opções mais eficazes, para não dizer a mais eficaz, na hora de remover os pêlos tanto em homens como em mulheres. Em relação ao seu funcionamento, a luz do laser é transformada em calor e penetra na pele, eliminando o folículo piloso (raiz do cabelo) e deixando a superfície intacta. Apesar de estar cada vez mais difundido entre a população, continuam a existir falsos mitos sobre esse tratamento. Vamos ver quais são as verdades e mentiras sobre a depilação a laser:
O laser pode ser realizada em todo o corpo. Verdadeiro. É possível aplicá-la sobre qualquer parte do corpo que tenha o cabelo apropriado para isso, como o queixo, lábio superior, bochechas, orelhas, o nariz, a testa, o pescoço, as axilas, os braços, o tórax, as aréolas, costas, linha alba, inglês ou as pernas.
O pêlo é removido para sempre. Falso. O seu crescimento está sujeito a processos hormonais, pelo que o cabelo é excluído de forma permanente, mas não definitiva. Isso sim, com cada sessão cresce menos, mais fraco e mais claro.
O pêlo claro que é mais difícil de eliminar. Verdadeiro. É muito importante avaliar corretamente a carga de melanina que tem o cabelo do paciente. O cabelo mais fácil de remover o grosso e escuro. Sempre que se trate de um pêlo fino e mais claro, pode fazer a depilação com laser, apesar de possivelmente necessitará de um maior número de sessões por seu menor conteúdo de melanina. Se o cabelo é muito loiro ou branco, não se pode depilar, é o fato de pigmento.

Laser e sol
Justo quando chega o verão é quando muitas pessoas pensam que podem fazer a depilação com laser para evitar ter que passar por todos esses meses fazendo uso de alternativas comuns. Vejamos quais são as verdades e mentiras relacionadas com esta época do ano e a depilação a laser:
Não há que fazer a depilação no verão. Falso. Este tipo de depilação pode realizar durante todo o ano, a única contra-indicação é a pele bronzeada. No entanto, isso não deverá ser um grande problema, pois, como os intervalos entre as sessões costumam ser de dois ou três meses, é possível realizar uma sessão antes do verão e outra depois.
Não há que tomar sol depois. Falso. Sim pode, mas como em alguns pacientes a pele pode ficar mais sensível, aconselha-se aguardar, pelo menos, quinze dias após a sessão, a fazê-lo com um fotoprotector de ecrã total, em curtos períodos de tempo para o início e sempre que a pele esteja perfeita, sem vermelhidão ou alterações de cor.
Não importa se tomamos o sol antes. Falso. Como após a sessão com laser, é importante que a área tratada fique bem protegida com proteção solar, também temos que seguir uma série de recomendações anteriores: não é aconselhável expor-se ao sol por menos, quatro ou cinco semanas antes da sessão de laser, ou podem utilizar-se produtos autobronzeadores.

Uma vez iniciado o tratamento, você não pode depilar-se. Metade falso, verdadeiro metade. Não se deve depilar a área a ser tratada com técnicas de tração (pinça, cera ou máquinas depiladoras), já que arrancam o cabelo de raiz (é necessário que tenha saído para que o tratamento seja eficaz). No entanto, você pode se depilar com lâmina.
O laser é indolor. Falso. Mas é um tratamento suave e altamente tolerado, nota-se uma leve e passageira sensação de calor, que se atenua com um sistema de ar frio. Alguns pacientes podem ter mais sensibilidade à dor, para estes casos, existe um creme anestésico local que evita desconforto.
É um tratamento caro. O verdadeiro e o falso. Este método de depilação é mais rentável do que outros, se nós analisarmos em sua totalidade. O investimento depende da extensão da área a ser tratada, mas provavelmente é menor do que a soma total do custo de todas as depilações tradicionais, com a economia de tempo que isso implica.
Tenha em conta que a depilação a laser não é igual em todos os centros. Nos últimos anos, têm proliferado espaços que oferecem tratamentos realizados por pessoal pouco qualificado e a preços muito reduzidos. Em mãos experientes, é um método seguro, que elimina o pêlo e não danificam a pele.