Você, abra passagem para os legumes! 5 receitas diferentes de humus

Este ano de 2016 está sendo o Ano Internacional das Leguminosas, graças à FAO: uma oportunidade de ouro para que todos conheçam um pouco mais sobre estes alimentos que nos dão uma boa quantidade de nutrientes que devem fazer parte de nossa alimentação.
O grupo das leguminosas é formado por todos os grãos ou sementes secas, com uma cor e forma variável, que se originam dentro de uma bainha, como ervilhas, feijões ou grão-de-bico. Entre seus inúmeros benefícios, as leguminosas nos dão uma grande quantidade de proteína vegetal de boa qualidade (o que as torna a base do aporte protéico em dietas vegetarianas) e bom aporte de micronutrientes como vitaminas do grupo B, potássio, cálcio ou fósforo.
Talvez quando pensamos em legumes os primeiros pratos que nos vêm à cabeça são os pratos de colher elaborados tradicionalmente em casa, como os potajes, a feijoada ou as clássicas lentilhas. Mas há muitas mais formas de consumir: em forma de hambúrgueres vegetais, purê, salada, em forma de sopa… Uma das opções mais elegantes agora mesmo e muito usada por vegetarianos e veganos é o humus: um creme de purê de grão-de-bico cozidos com tahini, suco de limão e azeite de oliva, muito popular na culinária do Oriente Médio. É uma receita simples e fácil de preparar, além disso, podem ser alteradas ao gosto do consumidor.

A receita original do humus
A seguir apresentamos algumas das variações da receita original do humus: uma forma diferente de consumir legumes.
Ingredientes e preparação
Para elaborar o humus de acordo com a receita original, precisaremos de 400 gramas de grão-de-bico cozidos, duas colheres de sopa de tahini ou pasta de gergelim, o suco de meio limão, um pouco de azeite de oliva, uma pitada de sal, meia colher de sopa de cominho moído, um pouco de pimentão doce, um dente de alho e meio copo de água.
A preparação não pode ser mais fácil e só precisa de um liquidificador: entrar no copo do liquidificador o grão de bico, o suco de limão, o tahini, o cominho e o sal e vá batendo até que tudo esteja incorporado. Pouco a pouco vamos adicionando a água de que precisamos até encontrar uma textura cremosa. Passamos para uma tigela, decorar com um par de grão-de-bico inteiros, vamos dar um pouco de azeite por cima e uma pitada de pimentão doce, e já temos o nosso prato de humus.
Geralmente costuma apresentar-se com crudités ou bastoncitos de legumes (aipo, cenoura, ramos de brócolis, inclusive) que podemos ir molhando o humus e comer como aperitivo. Também nós podemos servi-lo com totopos de chips, ou usá-lo em nossos pequenos-almoços para barrar as torradas de pão integral. Mantendo o húmus na geladeira em um tupper fechado nos pode aguentar alguns dias.
5 variantes da receita do humus

Agora é quando entra em jogo a nossa imaginação, e é que você pode ter tantas variações da receita do humus como nós podemos imaginar. Abaixo sugerimos algumas:
Humus de beterraba: para obter este humus de um curioso cor-de-rosa só temos que aumentar a receita original de uma beterraba cozida de cerca de 175 gramas aproximadamente. Nós temos que incorporar a beterraba na primeira etapa, juntamente com os grão-de-bico e os demais ingredientes, e antes de pôr a água.
Humus de abacate: o alimento da moda este ano é o abacate, e podemos encontrá-lo em muitas das receitas que encontramos pelas redes sociais. Para dar um toque verde ao nosso humus, incorporar a receita original de um abacate inteiro (sem pele e sem osso, claro) e mudamos o tahini por uma colher de sopa de pimentão seco em pó. É possível que precisemos de um pouco um pouco mais de óleo. Não se esqueça de servi-lo com os tradicionais totopos.
Humus de ervilhas: esta receita mudamos um vegetal por outra, e em lugar de grão-de-bico usaremos ervilhas enfermos ou congelados (se estamos fora de temporada), obtendo um purê de um atraente cor verde. A elaboração é o mesmo, mas mudando os grão-de-bico por feijão, que devem ser cozidos previamente por cerca de 5 minutos em água com sal.
Humus de lentilhas: realizamos outra mudança, desta vez, os grão-de-bico saem de cena para dar lugar as lentilhas cozidas. A receita é elaborada igual, só que neste caso usaremos cerca de 250 gramas de lentilhas pote, ou lentilhas ao natural passadas por a panela.
Humus de pimenta vermelha: para manter os legumes na receita, a única coisa que vamos fazer é incorporar os grão-de-bico um pimentão vermelho assado de bom tamanho que podemos assar nós em casa ou comprá-lo de barco. Nós Integramos o pimentão com grão-de-bico no liquidificador e continuamos com a receita normal. De certeza que o sabor desta última parte do humus vos surpreende.
Como se vê, trata-se de sempre manter pelo menos um legume no prato e ir adicionando os ingredientes. Podemos preparar o humus com quase qualquer alimento que nos venha à cabeça, assim, que a imaginação e a cozinha.