Vocês são uns pais muito exigentes?

Muitos pais podem ser muito exigentes com seus filhos e isso, a longo prazo, pode causar mossa no infante, por exemplo, pode fazer com que se sinta pouco valorizada e com uma baixa auto-estima devido a este alto nível de exigência. Sois vós?
Em seguida, vamos ajudar a saber se você é um pais muito exigentes, indicando alguns dos comportamentos mais claros que evidenciam esta situação. É importante exigir, mas sempre tendo claros os limites de nossos filhos para que se criem sentindo-se amados e com potencial.
Como saber se são pais exigentes? Os sinais mais evidentes
Tendes muitas regras em casa
Um dos sinais mais claros é, se na sua casa há uma grande quantidade de regras a cumprir. É muito positivo que, por exemplo, incluir os pequenos no cuidado e na manutenção da casa, mas não devemos excedernos: temos que ter claro qual é a sua função na família e pedir-lhe que respeite as regras adequadas à sua idade. As regras têm que existir, mas nunca que sejam um impedimento para a sua liberdade e crescimento.
Chantagem emocional
Muitas vezes, e de forma inconsciente, o que podemos fazer chantagem emocional com nossos familiares. Frases tão ouvidas como “Se você não fizer isto, eu enfadaré” é um tipo de chantagem que pode fazer com que o pequeno se sinta pressionado. Em vez de optar por situações de confronto, porque não optar por outro tipo de tratamento mais amigável e construtivo? É importante que, em uma disputa, se criem diálogos construtivos e positivos, e que se evitem as discussões, gritos e chantagens.

Muitas discussões
Outro dos sinais que podem ajudar a detectar se sois demasiado exigentes, é observar os vossos métodos de resolução de conflitos. Temos que ter claro que, os nossos filhos, que são crianças e que muitas coisas que as fazem sem pensar ou avaliar as consequências. Por isso, devemos controlar os nossos impulsos e tentar entender por que isso não está bem feito, dessa forma, aprenderemos a nos comunicar de forma positiva e evitar as discussões que tudo o que fazem é piorar as relações, sejam de que tipo for.
Você usa ameaças para que vos façam caso
O uso de ameaças também é algo muito comum no seio familiar. Mas é uma ferramenta totalmente contraproducente que, de fato, pode afetar gravemente a vossa relação pai/mãe-filho. Não te vai servir de nada usar uma ameaça para o seu filho, lhe faça caso, o único que te ajudará vai falar com ele de forma calma e amorosa, para que, assim, entender o que se lhe ponha termo.
Consequências de ser demasiado exigente com os filhos
É importante reduzir o grau de exigência com nossos filhos, pois, caso contrário, nós podemos fazer “mossa” na sua personalidade e no conceito que tem de si mesmo. Algumas das consequências que podem aparecer por obrigá-los demais são as seguintes:
Baixa auto-estima
Se sentir insatisfeito com tudo o que há
Sentir “medo” para os pais ou familiares
Sentir-se pouco valioso
Muita competitividade em sala de aula ou trabalho
Depressão
Estresse
Por este motivo, é importante tentar motivar que os filhos trabalhem e se esforcem, mas sempre reconhecendo suas conquistas. Devemos dar-lhes a “pat” sempre que o valha, para que se sintam satisfeitos com o que conseguiram e estão motivados para continuar a se esforçar ainda mais.